É uma técnica simples. Mediante a retirada de sangue da veia E SUA IMEDIATA APLICAÇÃO NO MÚSCULO, AUMENTA EM QUATRO VEZES O NÚMERO DE MACRÓFAGOS NO ORGANISMO. São os macrófagos QUE FAZEM A LIMPEZA DE TUDO, eliminando bactérias, vírus e câncer.
Por auto-hemoterapia | Sexta-feira, 01 Agosto , 2014, 18:36

 Open to Mr Oliver Johnson, MD (sent by email to oliver.johnson @kcl.ac.uk) Charter. 


As a physician, The Following text might interest you and allow the first contact with the subject. Auto-hemotherapy is a technique que applies to any number of diseases, including malaria, so I Believe that you can save many lives Which currently works with his job. 

Still Convinced by the effectiveness of the technique you can, and really help in the rescue is knowledge of health professionals from around the world. 

Grateful for the attention, 

Ubervalter, 
Brazil. 


Autohemotherapy GUN TO TREAT EBOLA 
 
The self-blood therapy is effective in treating Ebola. Ebola hit people in four countries: Guinea, Sierra Leone and Liberia, as in epidemic form, and Nigeria, the most populous country in Africa. The disease has killed 672 people, 1,201 infected. Auto-hemotherapy cures to boost immunity in four times and costs a syringe to apply the injection. 
  
"If contracted Ebola is one of the most deadly diseases que exist. It is a highly infectious virus que can kill over 90% of people who contract, Causing panic in infected populations. 
  
The international humanitarian organization Médecins Sans Frontières (MSF) has treated hundreds of people with the disease and contain Helped Numerous epidemics threatening. ... "According to Doctors Without Borders inhttp :/ / www.msf.org.br/conteudo/74/ebola/ </di>
  
Viruses, bacteria and fungi are among the diseases treated by auto-hemotherapy, the evidenced by the vast literature on the technique. But the World Health Organization (WHO) ignores the treatment, Which Affect Millions of people worldwide. The WHO reports que there is no vaccine or specific treatment for Ebola. 
  
However, the author of "Autohemotherapy Reference Manual: Definitive Guide & Historical Review, From Bloodletting to Stem Cells", Stuart Hale Shakman, PhD, points the way to the application of auto-hemotherapy to not only treat Ebola, as well as malaria and AIDS. 
  
"... The safety features, low cost and immediate effectiveness of self-hemotherapy, indicar its useful against a large spectrum of diseases where the invading organism or Causing spreads through blood, regardless of the origin or independently or the identity of the causative organism , including malaria, ebola and AIDS (intramuscular treatment of auto-hemotherapy, the results favorably against malaria and AIDS, an alternate form was Indicated) .... ". The information is in "AUTO-HEMOTHERAPY - The MAGIC STING?" Excerpt from his manual. See the version in Portuguese and Inglês inhttp :/ / www.instituteofscience.com / AUTOHEMOTERAPIA_A_PICADA_MAGICA_Stuart_Shakman.pdf Shakman is executive director of the Office of Science of Santa Monica, California, United States of America (USA). 
  
Like many other authors, PhD states self-hemotherapy That Should be applied to all early medical care in emergency rooms, and poor communities and remote areas, as a preventive measure. In the emergency room, even before the diagnosis of the disease afflicting the patient. The technique is effective, simple and inexpensive. 
  
Brazilian doctor Luiz Moura Became the largest publisher of self-hemotherapy in the world to teach a class on the subject. Recorded on DVD, then released by internet interview, he Explains what is the technique of didactic. In response about auto-hemotherapy works in outbreaks, says:. "In this work, there would be great value, enormous savings because today people who were already attacked by evil, for these evils, They would have Their recovery, faster restoration of health, disease duration would be less because the healer is actually the immune system. and people who have not defiled Themselves, if They Were on the action of AH and activated with your immune system, They Do not would take, would not have the disease, then Prevent the disease from spreading in a greater number of people and an important detail, When the disease will be replicating from one person to another, the microbe or virus passe more active and virulent, the replicagem it Increases the resistance of the virus or bacteria, (.) But then That would be common practice, everyone doing the AH (.) .... ". See interview doctor about auto-hemotherapy inhttp://www.youtube.com/watch?v=Ui6c5zRItC4 </ font>
   And Autohemotherapy 
an immunization with our own blood 

Auto-hemotherapy was first applied in 1898 and was widely used until the 50s of last century. Then to sell new drugs, pharmaceutical companies worldwide campaign Conducted Which led to the forgetfulness of self-hemotherapy by most health professionals. Also the WHO chooses to ignore studies about the Importance and effectiveness of self-hemotherapy. 
  
Journalist. 
Ubervalter Coimbra 
64 years - Vitoria - ES 
Brazil 

Produced on July 30, 2014 
Ubervalter Coimbra 
64 years - Vitoria - ES, Brazil 


Por auto-hemoterapia | Quinta-feira, 31 Julho , 2014, 21:03
A auto-hemoterapia, que aumenta a imunidade em quatro vezes e cura a malária, é uma técnica desprezada pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Mas participará da avaliação do pedido regulatório para a vacina candidata contra a malária da empresa farmacêutica GSK. A empresa anunciou que fará o pedido de avaliação à Agência Europeia de Medicamentos (EMA na sigla em inglês) para a RTS,S. 
 
A OMS é a mesma instituição que procura desconhecer a vasta produção cientifica que prova a cura da malaria com a auto-hemoterapia. Mesmo com a devastação que a doença causa: a malária mata 3 milhões de pessoas por ano no mundo segundo cientistas (800 mil segundo a OMS). 
 
Neste 30 de julho de 2014, a GSK informou que pedira à EMA avaliar a qualidade, segurança e eficácia da sua vacina candidata. A empresa assinala que a RTS,S deverá ser exclusivamente utilizada contra o Plasmodium falciparum, um dos parasitas da malária.  
 
A empresa GSK informou que a fase III do programa teste da vacina foi realizado em oito países africanos (Burkina Faso, Gabão, Gana, Quênia, Malawi, Moçambique, Nigéria e Tanzânia). Diz ainda que o teste incluiu mais de 16.000 crianças e adolescentes. 
 
A RTS,S tem como objetivo acionar o sistema imune do corpo humano para se defender contra o parasita da malária quando entra primeiro na circulação sanguínea do hospedeiro humano e/ou quando o parasita infecciona as células do fígado, segundo informam despachos das agências de notícias. 
 
No caso da auto-hemoterapia, a cura dos doentes com malária ocorre precisamente porque o sistema imunológico da pessoa é ativado com a reinjeção do sangue do próprio paciente, produzindo aumento da imunidade em quatro vezes. O aumento da imunidade dura cinco dias e bastam novas aplicações para manter o sistema ativo até eliminar o agente causador da doença.  
 
A auto-hemoterapia foi aplicada pela primeira vez em 1898 e foi amplamente utilizada até a década de 50 do século passado. Depois, para vender os novos remédios, como os antibióticos, os laboratórios farmacêuticos realizaram campanha mundial que levou ao esquecimento da auto-hemoterapia pela maioria dos profissionais de saúde. A OMS igualmente prefere ignorar os estudos sobre a importância e eficácia da auto-hemoterapia.  
 
Leia mais: Reprodução de dois textos sobre o assunto 
 
"No caso da malária crônica, a auto-hemoterapia É o tratamento certo", afirmam cientistas 
 
"No caso da malária crônica, a auto-hemoterapia É o tratamento certo". A afirmação é dos cientistas M. Padoan & M. Frizziero em "Autoemoterapia nella malaria cronica", publicado na Rivista di malariologia / Societa per gli Studi Della Malaria, de Roma. Com o título abreviado de Riv. malariol.. A publicação foi Iniciada em 1926 e encerrada em 1967. A publicação de M. Padoan & M. Frizziero na Rivista di malariologia é de 1930.  
 
Os autores usavam 10cc do sangue, num total de 12 injeções nos casos de malária crônica. Ver "Dosagem da auto-hemoterapia", segundo o dr. Luiz Moura, em http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia-1.htm&nbs p;Não basta a vasta literatura produzida pela Ciência, além da OMS os médicos, enfermeiros e farmacêuticos preferem ignorar a técnica e, simplesmente, deixar que morram por malária de milhões de pessoas em todo o mundo, todo o ano.
 
Uma busca na internet aponta outros livros científicos sobre resultados positivos do tratamento da malária com auto-hemoterapia. O próprio título citado de Padoan, M. Author, Frizziero pode ser encontrado em NLM's IndexCat Full Record Display Page - National Institutes of ...indexcat.nlm.nih.gov/.../LogicRouter?...? Como "Author, Padoan , M. Author, Frizziero , M. Title, Autoemoterapia nella malaria cronica. Subject, Malaria Treatment: Hemotherapy. Journal, Riv. malariol.".  
Em "View Relationships - NLM's IndexCat View Relationships Page indexcat.nlm.nih.gov/.../LogicRouter?...?" onde se lê: " 41001501160 Medulla, C. Sopra un caso di malaria terzana semplice; recidiva complicata a febbre ... 41001501210 Padoan, M. Ematemesi e distonia neuro-vegetativa a tipo ipervagotonico in infezione malarica cronica da Plasmodium vivax."  
 
E, mais: "NLM's IndexCat View Relationships Page - National Institutes of ... indexcat.nlm.nih.gov/.../LogicRouter?...?" publica "41001271500 Lorando, N. & Soteriades, D. Treatment of malaria with ... 41001271520...". S. Hale Shakma, autor de "AUTOHEMOTHERAPY REFERENCE MANUAL", livro que faz o resgate histórico da auto-hemoterapia, publicado pelohttp://instituteofscience.com/books.html cita um grande número de publicações sobre o uso de auto-hemoterapia na malária, sempre com sucesso.
 
Até quando, no Brasil, o governo Dilma Rousseff (PT) vai deixar que as pessoas morram de malária, desprezando a auto-hemoterapia? Até quando vão se calar os burocratas do Ministério da Saúde(MS) (Alexandre Rocha Santos Padilha - São Paulo, é um médico e político brasileiro, filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT)/Agencia Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), feudo dos farmacêuticos, que tomaram a decisão de proibir o uso da auto-hemoterapia em 2007? 
 
Durante 109 anos de uso da auto-hemoterapia foi livre país, que se tornou único no mundo ao fazer a proibição absurda do uso da técnica. A decisão do MS/Anvlsa fere a Constituição Federal. Nem tem cobertura da legislação complementar, como se vê em "UMA PROIBIÇÃO ILEGAL (QUEM PROIBIU A AUTO-HEMOTERAPIA?)", de Walter Medeiros" no endereçohttp://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia-legis.htm
 
Ou até quando os obtusos membros do Conselho Federal de Medicina (CFM) vão impedir os médicos que estudam, e portanto conhecem a eficácia da auto-hemoterapia, de usar a técnica, com um parecer estúpido? O Parecer Nº 12/2007 é "anencéfalo", como foi cientificamente provado pelo médico Jorge Martins Cardoso, como se vê emhttp://www.hemoterapia.org/informacoes_e_debate/ver_opin iao/parecer-do-c onselho-federal-de-medicina- ...
 
Ou, pior, como fizeram os membros do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) que, despudorados, para proibir que os profissionais de praticar a auto-hemoterapia simplesmente plagiaram o parecer dos médicos sobre o assunto, o mesmo parecer sem cabeça do CFM?  
 
Os enfermeiros que não têm medo do conhecimento e estudam, sabem que a auto-hemoterapia cura ao aumentar a imunidade em em quatro vezes. Ver em http://novo.portalcofen.gov.br/resoluo-cofen-3462009_437 2.html
 
VEJA AINDA: "MALÁRIA MATA 3 MILHÕES/ANO; OMS IGNORA AUTO-HEMOTERAPIA, TÉCNICA QUE CURA A DOENÇA  
 
A auto-hemoterapia é uma técnica de prevenção e cura cuja eficácia contra a malária está cientificamente comprovada desde 1941. O total descaso da Organização Mundial da Saúde (OMS) em relação à auto-hemoterapia, prejudica particularmente aos africanos. Cerca de 90% dos óbitos ocorrem na África, 92% deles de crianças com menos de cinco anos.  
 
"Em 1941 o Filipino Dr. Eutiquiano Cuyugan tratou approx. 40 pacientes de malária como segue: Sangue (10 cc) era tirado do braço, posto em um prato de cultura para 2-3 mins. (rodou um pouco para manter coagulação até mesmo), & injetou no músculo de nádega do mesmo paciente. Depois de 8-10 horas o local de injeção ficou vermelho. Depois que 1 dia os calafrios cessaram mas a febre permaneceu. Mais de 2-3 dias, febre diminuiria e então desapareceria. Pelos 4º dia pacientes já poderia retomar geralmente atividade normal. Uma dose de cerca de 3cc não era efetiva para um paciente de 10anos de idade mas uma dose subseqüente de cerca de 5cc era. O filho Roberto de Cuyugan executou o procedimento em outros e ele acredita ser seguro, enquanto questionado o possível uso contra AIDS."  
 
"In 1941 Filipino Dr. Eutiquiano Cuyugan treated approx. 40 malaria patients as follows: Blood (10 cc) was drawn from the arm, put in a culture dish for 2-3 mins. (swirled a bit to keep coagulation even), & injected into the same patient's buttock muscle. After 8-10 hours the site of injection became red. After 1 day chills would cease but fever remained. Over 2-3 days, fever would diminish and then disappear. By the 4th day patients could generally resume normal activity. A dose of about 3cc was not effective for a 10-year-old but a subsequent dose of about 5cc was. Cuyugan's son Roberto performed the procedure on others and self and believes it safe, suggesting possible use against AIDS." Shakman, S.H., "Cuyugan's Malaria Treatment; Aid vs AIDS?", AAAS Pacific Division Proceedings Vol. 7:42 (1988):". O resumo da publicação cientifica está disponível online em diversos endereços, entre os quaishttp://www.saudecompleta.com/index.php/publicacoes-cient ificas/publ icacoes-cientificas/imunologia/au ...
 
Stuart Hale Shakman, PhD, é diretor executivo do Instituto de Ciências de Santa Mônica, Califórnia, nos Estados Unidos da América (USA). Ele é o autor de uma das principais referências sobre a auto-hemoterapia em inglês. No endereçohttp://instituteofscience.com/autohemo.html
 
O colombiano Manuel Elkin Patarroyo, descobridor da primeira vacina contra a malária e Prêmio Príncipe de Astúrias de Pesquisa Científica "lembrou que a cada ano morrem por malária cerca de três milhões de pessoas no mundo a um ritmo aproximado de um doente por segundo". Emhttp://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL53750-5603,00 .html
 
A própria Organização Mundial da Saúde (OMS) reconhece que a malária causa 1 milhão de mortes por ano. E comemora quanto "... apesar desses esforços, 781 mil pessoas morreram em 2009 por causa da doença. Segundo a OMS, cerca de 90% dos óbitos ocorreram na África e 92% deles afetaram crianças com menos de cinco anos ..."http://www.cadaminuto.com.br/noticia/2010/12/15/mortes-p or-malaria-caem- 20-em-dez-anos-diz-oms.
 
A informação foi publicada em 16/12/2010. Por ano são registrados cerca de 300 a 500 milhões de casos da malária no mundo. A OMS reconhece que a malária é um problema global: "No mundo, 247 milhões de pessoas sofriam de malária em 2006 e 881 mil delas morreram, segundo a OMS.  
 
No entanto, o documento afirma que aconteceram progressos na África, onde Eritréia, Ruanda e São Tomé e Príncipe reduziram pela metade as mortes causadas por malária. O restante das mortes foi registrado principalmente na Índia e no Sudão, segundo o relatório da entidade.  
 
A diretora-geral da OMS, Margaret Chan, destacou em entrevista coletiva que a malária pode matar "em 24 horas" e que é necessário colocar ao alcance da população os tratamentos mais eficientes existentes. ...". A malária provoca acessos periódicos de febres intensas que debilitam intensamente o doente. Provoca lesões no fígado, no baço e em outros órgãos, além de anemia profunda devido à destruição maciça dos glóbulos vermelhos. 
 
Os transmissores da malária ou paludismo são mosquitos do gênero Anopheles. A auto-hemoterapia teve sua eficácia comprovada não só na prevenção e cura da malária, mas em outras doenças como a HIV/Sida(Aids) e ebola. Pode ser empregada em outras doenças epidêmicas e endêmicas, como a doença do sono, a febre amarela, a dengue, a Doença de Chagas, a tuberculose, hanseníase (antiga "lepra"), entre tantas outras doenças. 
 
Stuart Hale Shakman afirma sobre a técnica:"... As características de segurança, baixo custo e eficácia imediata da auto-hemoterapia, indicam sua grande utilidade contra um espectro enorme de doenças, onde o organismo invasor ou causador se dissemina através do sangue, sem levar em conta ou independentemente da origem ou da identidade do organismo causador, incluindo malária, ebola e aids (Foi indicada a aplicação intramuscular, de auto-hemoterapia, conforme resultados obtidos, favoravelmente, contra a malaria e a Aids, como forma alternativa). ...".  
 
A afirmação é feita em "Auto-hemoterapia - A Picada Mágica", Stuart Hale Shakman, médico, PhD, disponível emhttp://docs.google.com/Doc?id=dgmpc7nr_6cfwmvb  O texto é parte de seu livro sobre auto-hemoterapia.".
Ubervalter Coimbra 63 anos - Vitória - ES 
 
 
Ubervalter Coimbra 
64 anos 
- Vitória -Espirito Santo, Brasil
 
Texto publicado em  31 de julho de 2014 no endereço  http://hemoterapia.org/informacoes_e_debate/ver_opiniao/emp resa-anuncia-vacina-contra-a-malaria-oms-prefere-ignorar.asp 

Por auto-hemoterapia | Quarta-feira, 30 Julho , 2014, 21:25

 A auto-hemoterapia é eficaz no tratamento do ebola. O ebola atingiu pessoas em quatro países: na Guiné, em Serra Leoa e na Libéria, já de forma epidêmica, e a Nigéria, o país mais povoado da África. A doença já matou 672 pessoas, de 1.201 infectados. A auto-hemoterapia cura ao aumentar a imunidade em quatro vezes e custa uma seringa de aplicar injeção.  

 
“Se contraído, o Ebola é uma das doenças mais mortais que existem. É um vírus altamente infeccioso que pode matar mais de 90% das pessoas que o contraem, causando pânico nas populações infectadas. 
 
A organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) tratou centenas de pessoas com a doença e ajudou a conter inúmeras epidemias ameaçadoras. ...”, informam os Médicos Sem Fronteiras emhttp://www.msf.org.br/conteudo/74/ebola/
 
Os vírus, as bactérias e os fungos estão entre as doenças tratadas pela auto-hemoterapia, como comprova a vasta literatura sobre a técnica. Mas a Organização Mundial de Saúde (OMS) ignora o tratamento, o que prejudica milhões de pessoas em todo o mundo. A OMS informa que não há vacina nem tratamento específico para o ebola. 
 
Contudo, o autor de “Autohemotherapy Reference Manual: Definitive Guide & Historical Review, From Bloodletting to Stem Cells”, Stuart Hale Shakman, PhD, aponta o caminho da aplicação da auto-hemoterapia para tratar não só o ebola, como também a malária e a aids. 
 
"... As características de segurança, baixo custo e eficácia imediata da auto-hemoterapia, indicam sua grande utilidade contra um espectro enorme de doenças, onde o organismo invasor ou causador se dissemina através do sangue, sem levar em conta ou independentemente da origem ou da identidade do organismo causador, incluindo malária, ebola e aids (Foi indicada a aplicação intramuscular, de auto-hemoterapia, conforme resultados obtidos, favoravelmente, contra a malária e a Aids, como forma alternativa). ...". A informação está em "AUTO-HEMOTERAPIA - A PICADA MÁGICA?", excerto do seu manual. Ver sua versão em português e inglês emhttp://www.instituteofscience.com/AUTOHEMOTERAPIA_A_PICA DA_MAGICA_Stuart_Shakman.pdf Shakman é diretor executivo do Instituto de Ciências de Santa Mônica, Califórnia, nos Estados Unidos da América (USA).
 
Como diversos outros autores, o PhD afirma que a auto-hemoterapia deve ser aplicada em todos os primeiros atendimentos médicos nos pronto-socorros e, em comunidades carentes e áreas remotas, como medida preventiva. Nos pronto-socorros, antes mesmo do diagnóstico da doença que atinge o paciente. A técnica é eficaz, barata e simples. 
 
O médico brasileiro Luiz Moura tornou-se o maior divulgador da auto-hemoterapia no mundo ao dar uma aula sobre o tema. Em entrevista gravada em DVD, depois divulgada pela internet, ele explica o que é a técnica de forma didática. Em resposta sobre como a auto-hemoterapia atua nos surtos epidêmicos, afirma: "Nisso funcionaria, aí seria de grande valor, de uma economia enorme. Porque hoje as pessoas que estivessem já atacadas pelo mal, por um desses males, elas teriam a sua recuperação, a restauração da saúde mais acelerada, seria menos tempo de doença, porque quem cura realmente é o sistema imunológico. E as pessoas que ainda não se contaminaram, se estivessem sobre a ação da AH e com o seu sistema imunológico ativado, elas não pegariam, não teriam a doença, então evitaria que a doença se espalhasse num número maior de pessoas e com um detalhe importante, quando a doença vai se replicando de uma pessoa a outra, o micróbio ou o vírus se torna cada vez mais ativo e mais virulento, a replicagem é que aumenta a resistência do vírus ou bactéria, (.) Mas aí teria que se uma prática corrente, todo mundo fazendo a AH (.). ...". Ver entrevista do médico sobre auto-hemoterapia emhttp://www.youtube.com/watch?v=Ui6c5zRItC4
 
A auto-hemoterapia foi aplicada pela primeira vez em 1898 e foi amplamente utilizada até a década de 50 do século passado. Depois, para vender os novos remédios, os laboratórios farmacêuticos realizaram campanha mundial que levou ao esquecimento da auto-hemoterapia pela maioria dos profissionais de saúde. A OMS igualmente prefere ignorar os estudos sobre a importância e eficácia da auto-hemoterapia.  
 
Jornalista. 
Ubervalter Coimbra 
64 anos 
- Vitória - ES

Texto produzido em 30 de julho de 2014

Por auto-hemoterapia | Terça-feira, 29 Julho , 2014, 23:55

 Data: 27/07/2014 11:58:30

De: Fetha

Assunto: Auto-hemoterapia videos ultrapassam UM MILHÃO de visualizações




               Ver em                                

 
www.youtube.com/user/worldautohemotherapy


Por auto-hemoterapia | Sexta-feira, 25 Julho , 2014, 19:08
Regressão da vasculite
A minha baixa imunidade provoca a vasculite, quando eu tinha a crise entrava no corticoide para no período de no mínimo 10 dias começar a regressão das inflamações, indicado por um amigo em uma das crises eu resolvi fazer , a minha esposa que é enfermeira fez a aplicação, e pra minha surpresa passando uns 10 minutos o vermelhão começou a regredir e continuei fazendo, se passaram 5 anos sem ter nenhuma crise. por isso indico a autohemoterapia a todos só vi benefício, claro com as medidas de segurança principal que é a aplicação rápida no músculo assim que retirar o sangue para não haver coagulação do mesmo.

Alexandre Cunha   
Arapiraca AL

http://hemoterapia.org/depoimentos/regressao-da-vasculite.asp </ p>


Por auto-hemoterapia | Sexta-feira, 18 Julho , 2014, 18:16

 

 
Boa Tarde Amigos! Fui estúpida o suficiente para desconfiar da AHT, porém há dois anos passei a usá-la e vi o quão errada estava, e se não fosse ela, não estaria mais entre os vivos!!!
Quero muito dividir com vocês uma nova experiência! Conheci um Fitoterapeuta em São Paulo, que me ajudou muito, não só com a aplicação da AHT, mas a curar meu câncer de intestino, mas não só isso, também a curar definitivamente problemas de saúde que eu tinha e que melhoraram muito com a AHT mas somente vieram a se curar com a ajuda dele, tais como artrite, problemas do sono, colesterol elevado, osteoporose e problemas psicológicos!
 
Meu marido e eu devemos as nossas vidas a AHT, mas principalmente a ele!
Foi simplesmente fantástico! Se alguém quiser o contato dele, me escrevam! Para mim, é o meu segundo pai!
 
Beijos a todos e muita saúde!
gabriella_major@terra.com.br

Por auto-hemoterapia | Sexta-feira, 18 Julho , 2014, 18:07

 

 
Boa Tarde Amigos! Fui estúpida o suficiente para desconfiar da AHT, porém há dois anos passei a usá-la e vi o quão errada estava, e se não fosse ela, não estaria mais entre os vivos!!!
Quero muito dividir com vocês uma nova experiência! Conheci um Fitoterapeuta em São Paulo, que me ajudou muito, não só com a aplicação da AHT, mas a curar meu câncer de intestino, mas não só isso, também a curar definitivamente problemas de saúde que eu tinha e que melhoraram muito com a AHT mas somente vieram a se curar com a ajuda dele, tais como artrite, problemas do sono, colesterol elevado, osteoporose e problemas psicológicos!
 
Meu marido e eu devemos as nossas vidas a AHT, mas principalmente a ele!
Foi simplesmente fantástico! Se alguém quiser o contato dele, me escrevam! Para mim, é o meu segundo pai!
 
Beijos a todos e muita saúde!
gabriella_major@terra.com.br

Por auto-hemoterapia | Sexta-feira, 11 Julho , 2014, 18:50

Superbactéria, antibióticos e auto-hemoterapia
 
 
O uso da auto-hemoterapia junto com os antibióticos faz com que haja muito menos casos de resistência ao antibiótico. A opinião é do médico carioca Luiz Moura e lembramos dessa afirmação neste momento, tendo em vista matéria da BBC na qual o premier britânico David Cameron afirma que “Se não agirmos, a perspectiva é de cenário impensável em que antibióticos não funcionam mais”, devido à resistência de bactérias, o que havia sido motivo de advertência recentemente por parte da Organização Mundial de Saúde - OMS. Como se sabe, auto-hemoterapia é uma técnica que combate e cura doenças com a retirada de sangue da veia e aplicação imediata no músculo. Esta terapia vem salvando vidas há mais de cem anos.
Na entrevista que concedeu em DVD que vem sendo divulgado bastante, Dr. Luiz Moura trata do problema dos antibióticos, mostrando que esses problemas são resultado da ganância da indústria farmacêutica, que teria de suspender o fabrico de certos produtos a cada dez anos, sob pena de viciar. Para não mexer nos lucros, nada foi feito e a humanidade quem sai prejudicada. Além de contar a história do descobridor da Penicilina, Alexandre Fleming, o Dr. Moura afirma que “a ganância resultou em usar os antibióticos permanentemente, não descontinuar, e com isso os micróbios criaram resistência”.
Segundo o médico, quando surgiram os antibióticos a auto-hemoterapia, ao invés de ser descontinuada – pois tinha uso intenso – deveria ter sido mantida para acrescentar, somar e não substituí-la. Ele explica que cada um age de uma forma diferente: os antibióticos agem impedindo a reprodução dos micróbios e o Sistema Imunológico - ativado pela auto-hemoterapia – completa a tarefa com os macrófagos fagocitando os micróbios. A função dos macrófagos - o termo ‘macro’ é grande e ‘fagos’ é comer - é comer partículas grandes. Usando a auto-hemoterapia junto com os antibióticos haveria muito menos casos de resistência ao antibiótico, porque não sobrariam cepas resistentes que depois se reproduzem em outras cepas resistentes de micróbios.
O primeiro ministro britânico anunciou a criação de um grupo para analisar por que tão poucos medicamentos do tipo têm sido criados nos últimos anos. O  economista Jim O'Neill, criador das sigla Bric, vai liderar uma comissão sobre o assunto com especialistas das áreas de ciência, finanças, indústria e saúde global. Esse grupo vai definir planos para incentivar o desenvolvimento de novos antibióticos. Para o ministro, "Se não agirmos, a perspectiva é de um cenário quase impensável em que antibióticos não funcionam mais”.  O assunto vai para fóruns importantes e resultará em gordos incentivos financeiros para as pesquisas de medicamentos. Podia ser o momento de incentivarem e apoiarem a realização de novas pesquisas sobre várias formas de uso da auto-hemoterapia.
07.07.2014
 

Publicado em http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia.htm  

O dr. Luiz Moura, médico, 89 anos, explica o que é e como funciona a auto-hemoterapia. Em http://www.hemoterapia.org/aht_hemoterapia_conversa-com-o-dr-luiz-moura. asp

 
 
 
 


Por auto-hemoterapia | Sexta-feira, 11 Julho , 2014, 18:49

Superbactéria, antibióticos e auto-hemoterapia
 
 
O uso da auto-hemoterapia junto com os antibióticos faz com que haja muito menos casos de resistência ao antibiótico. A opinião é do médico carioca Luiz Moura e lembramos dessa afirmação neste momento, tendo em vista matéria da BBC na qual o premier britânico David Cameron afirma que “Se não agirmos, a perspectiva é de cenário impensável em que antibióticos não funcionam mais”, devido à resistência de bactérias, o que havia sido motivo de advertência recentemente por parte da Organização Mundial de Saúde - OMS. Como se sabe, auto-hemoterapia é uma técnica que combate e cura doenças com a retirada de sangue da veia e aplicação imediata no músculo. Esta terapia vem salvando vidas há mais de cem anos.
Na entrevista que concedeu em DVD que vem sendo divulgado bastante, Dr. Luiz Moura trata do problema dos antibióticos, mostrando que esses problemas são resultado da ganância da indústria farmacêutica, que teria de suspender o fabrico de certos produtos a cada dez anos, sob pena de viciar. Para não mexer nos lucros, nada foi feito e a humanidade quem sai prejudicada. Além de contar a história do descobridor da Penicilina, Alexandre Fleming, o Dr. Moura afirma que “a ganância resultou em usar os antibióticos permanentemente, não descontinuar, e com isso os micróbios criaram resistência”.
Segundo o médico, quando surgiram os antibióticos a auto-hemoterapia, ao invés de ser descontinuada – pois tinha uso intenso – deveria ter sido mantida para acrescentar, somar e não substituí-la. Ele explica que cada um age de uma forma diferente: os antibióticos agem impedindo a reprodução dos micróbios e o Sistema Imunológico - ativado pela auto-hemoterapia – completa a tarefa com os macrófagos fagocitando os micróbios. A função dos macrófagos - o termo ‘macro’ é grande e ‘fagos’ é comer - é comer partículas grandes. Usando a auto-hemoterapia junto com os antibióticos haveria muito menos casos de resistência ao antibiótico, porque não sobrariam cepas resistentes que depois se reproduzem em outras cepas resistentes de micróbios.
O primeiro ministro britânico anunciou a criação de um grupo para analisar por que tão poucos medicamentos do tipo têm sido criados nos últimos anos. O  economista Jim O'Neill, criador das sigla Bric, vai liderar uma comissão sobre o assunto com especialistas das áreas de ciência, finanças, indústria e saúde global. Esse grupo vai definir planos para incentivar o desenvolvimento de novos antibióticos. Para o ministro, "Se não agirmos, a perspectiva é de um cenário quase impensável em que antibióticos não funcionam mais”.  O assunto vai para fóruns importantes e resultará em gordos incentivos financeiros para as pesquisas de medicamentos. Podia ser o momento de incentivarem e apoiarem a realização de novas pesquisas sobre várias formas de uso da auto-hemoterapia.
07.07.2014
 

Publicado em http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia.htm  

O dr. Luiz Moura, médico, 89 anos, explica o que é e como funciona a auto-hemoterapia. Em http://www.hemoterapia.org/aht_hemoterapia_conversa-com-o-dr-luiz-moura. asp

 
 
 
 


Por auto-hemoterapia | Sexta-feira, 11 Julho , 2014, 18:34

Superbactéria, antibióticos e auto-hemoterapia
 
 
O uso da auto-hemoterapia junto com os antibióticos faz com que haja muito menos casos de resistência ao antibiótico. A opinião é do médico carioca Luiz Moura e lembramos dessa afirmação neste momento, tendo em vista matéria da BBC na qual o premier britânico David Cameron afirma que “Se não agirmos, a perspectiva é de cenário impensável em que antibióticos não funcionam mais”, devido à resistência de bactérias, o que havia sido motivo de advertência recentemente por parte da Organização Mundial de Saúde - OMS. Como se sabe, auto-hemoterapia é uma técnica que combate e cura doenças com a retirada de sangue da veia e aplicação imediata no músculo. Esta terapia vem salvando vidas há mais de cem anos.
Na entrevista que concedeu em DVD que vem sendo divulgado bastante, Dr. Luiz Moura trata do problema dos antibióticos, mostrando que esses problemas são resultado da ganância da indústria farmacêutica, que teria de suspender o fabrico de certos produtos a cada dez anos, sob pena de viciar. Para não mexer nos lucros, nada foi feito e a humanidade quem sai prejudicada. Além de contar a história do descobridor da Penicilina, Alexandre Fleming, o Dr. Moura afirma que “a ganância resultou em usar os antibióticos permanentemente, não descontinuar, e com isso os micróbios criaram resistência”.
Segundo o médico, quando surgiram os antibióticos a auto-hemoterapia, ao invés de ser descontinuada – pois tinha uso intenso – deveria ter sido mantida para acrescentar, somar e não substituí-la. Ele explica que cada um age de uma forma diferente: os antibióticos agem impedindo a reprodução dos micróbios e o Sistema Imunológico - ativado pela auto-hemoterapia – completa a tarefa com os macrófagos fagocitando os micróbios. A função dos macrófagos - o termo ‘macro’ é grande e ‘fagos’ é comer - é comer partículas grandes. Usando a auto-hemoterapia junto com os antibióticos haveria muito menos casos de resistência ao antibiótico, porque não sobrariam cepas resistentes que depois se reproduzem em outras cepas resistentes de micróbios.
O primeiro ministro britânico anunciou a criação de um grupo para analisar por que tão poucos medicamentos do tipo têm sido criados nos últimos anos. O  economista Jim O'Neill, criador das sigla Bric, vai liderar uma comissão sobre o assunto com especialistas das áreas de ciência, finanças, indústria e saúde global. Esse grupo vai definir planos para incentivar o desenvolvimento de novos antibióticos. Para o ministro, "Se não agirmos, a perspectiva é de um cenário quase impensável em que antibióticos não funcionam mais”.  O assunto vai para fóruns importantes e resultará em gordos incentivos financeiros para as pesquisas de medicamentos. Podia ser o momento de incentivarem e apoiarem a realização de novas pesquisas sobre várias formas de uso da auto-hemoterapia.
07.07.2014
 

Publicado em http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia.htm  

O dr. Luiz Moura, médico, 89 anos, explica o que é e como funciona a auto-hemoterapia. Em http://www.hemoterapia.org/aht_hemoterapia_conversa-com-o-dr-luiz-moura. asp

 
 
 
 


mais sobre mim
Agosto 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


pesquisar neste blog
 
Visitantes
blogs SAPO
subscrever feeds