É uma técnica simples. Mediante a retirada de sangue da veia E SUA IMEDIATA APLICAÇÃO NO MÚSCULO, AUMENTA EM QUATRO VEZES O NÚMERO DE MACRÓFAGOS NO ORGANISMO. São os macrófagos QUE FAZEM A LIMPEZA DE TUDO, eliminando bactérias, vírus e câncer.
publicado por auto-hemoterapia | Quinta-feira, 30 Agosto , 2012, 15:02
Quarta-feira, 29 de agosto de 2012 - 16:16:35 IP 177.82.93.8 Ligia
Coelho publicado em Autohemoterapia Brasil - Facebook há 11 horas
próximo a Lisboa Meu nome é Lígia Coelho Em 2011 no mês de Agosto
iniciei um processo de pneumonia, o médico me falava que eu tinha um
forte resfriado, então, comecei a ter febre e retornei ao médico com
dores pulmonares,fraqueza e febre,foi quando ele detectou que eu estava
com pneumonia.Receitou-me antibiótico, após 15 dias de medicação,
sentia-me pior,mais fraca. Procurei o médico novamente e ele
receitou-me um outro antibiotico mais forte,comecei a sentir que a
minha defesa imunologica estava piorando dia-a-dia... 40 dias tinham se
passado e nada de melhoras. Resolvi ligar a uma amiga minha a Waylle
França que já tinha me falado da auto-hemoterapia,e como eu tinha
ficado um pouco insegura nunca me dava a oportunidade de conhecer este
tipo de tratamento natural através do meu próprio sangue. Estava
desesperada, sem força para trabalhar. Liguei para ela as 21:30 hr e
ela indicou-me uma enfermeira aqui em Lisboa, a Sra. Margarida,que com
muita boa vontade percebeu a minha situação que era grave e atendeu-me
as 23:00 horas,de lá fui trabalhar entrava a meia-noite.Trabalho na
aréa de Segurança Privada. Lembro-me que cinco horas após o tratamento
tive uma crise de tossi continua por alguns minutos,já não tinha mais
febre e sentia um sono imenso.Mais sentia-me muito melhor do que
estava.Após 24 horas do tratamento,já me sentia forte,sorria por tudo e
por nada. Resumindo,eu ia entrar de férias duas semanas após o
tratamento,com cinco dias voltei a a Sra. Margarida,por recomendação
dela e fiz novamente o tratamento. Resultado fui de férias,tomei banho
de piscina,andava com roupa molhada,praia,sol e já fazem 1 ano que eu
não tenho nada nos pulmões,nem uma dor de cabeça sequer...Nem um
resfriado sequer eu pego. Hoje eu e o meu marido fazemos
autohemoterapia e aconselhamos a todos que queiram ter uma vida
saudável,qualidade de vida, se dêem a oportunidade de conhecer o que eu
chamo " A CURA ATRAVÉS DO NOSSO PRÓPRIO SANGUE "...Obrigada a Deus em
primeiro lugar,aos amigos que ajudaram-me num momento de tanto
desconforto,dor,sofrimento e ao Dr. Luís Moura,que Deus abençoe a
todos...Contem comigo... Ligia Coelho curtiu isto. Ligia Coelho
?...Aplico a mais de uma ano 10 cc...Comecei o tratamento assim, e
continuo até hoje...Tenham um lindo dia...Beijinhos carinhosos a todos
Fetha Transcrito de
http://hemoterapia.org/informacoes_e_debate/ver_opiniao/ligia-coelho-pub
licado-em-autohemoterapia-brasil-facebook.asp

publicado por auto-hemoterapia | Quarta-feira, 29 Agosto , 2012, 15:23
"Professor" Waldo Vieira fala asnices sobre auto-hemoterapia. Apanha, e
muito! Transcrição do endereço
http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia-waldo-vieira.htm "Waldo
Vieira critica auto-hemoterapia mas mostra nem saber do que se trata
--- Walter Medeiros - waltermedeiros@supercabo.com.br O professor Waldo
Vieira deu uma demonstração de descuido com os temas sobre os quais
fala em suas aulas, ao tratar de forma completamente vulgar e
desinformada sobre auto-hemoterapia, respondendo perguntas de um
participante. O fato ocorreu na aula 2376, sobre "Comunicação
Interassistencial (Comunicologia)", proferida em 4 de agosto de 2012 e
cujo video foi publicado no Youtube através do link
http://www.youtube.com/watch?v=Fn4oJ_HJOX4 . A técnica da
auto-hemoterapia é difundida pelo Dr. Luiz Moura, que a utiliza com
sucesso há mais de sessenta anos no combate e na cura de doenças com a
retirada de sangue da veia e aplicação imediata no músculo. Esta
terapia vem salvando vidas há mais de cem anos, pois multiplica por
quatro as defesas do organismo. A clara mostra de que nada sabe sobre
auto-hemoterapia está na resposta do Sr. Waldo Vieira, que disse achar
que se fosse muito boa seria comum e "todo mundo tava tirando sangue aí
para dar pro outro". Um absurdo para quem quer ter credibilidade ao
tratar de temas tão importantes. Ele não se dá ao trabalho sequer de
analisar o sentido da técnica, cuja prática é mostrada no próprio nome:
"auto-hemoterapia". Como afirmar, então, que alguém daria sangue ao
outro? Conforme observa um usuário da AHT, o Senhor Waldo Vieira "pela
sua maneira de se expressar, assume uma postura de 'dono do saber
ilimitado'", mas apenas com palavras, pois de auto-hemoterapia mostra
que nada sabe, senão apenas o fato de ter sido utilizada "há uns
sessenta anos". Para se ter uma ideia exata do que ocorreu na aula do
Sr. Waldo Vieira, fizeram-lhe a pergunta: - Professor, Auto-hemoterapia
funciona? Resposta: "Olha, tem gente que gosta dessa terapia. Agora, se
ela fosse muito boa, seria comum. Então, não é lá essas coisas. Porque
senão todo mundo tava tirando sangue aí para dar pro outro". O Sr.
Waldo Vieira precisa informar-se melhor para poder abordar os assuntos
e não passar para o público essa sensação de total desconhecimento e
deixar de tratar temas tão importantes de forma absurda. Precisa saber
que a técnica é muito boa e muito usada, sim. Entretanto, está proibida
por ato arbitrário e ilegal da Agência Nacional de Vigilância Sanitária
- Anvisa e do Conselho Federal de Medicina - CFM, que preferem deixar
as pessoas morrerem a admitirem o seu uso, temendo a formação de novas
provas de que se trata de terapia mais eficaz do que muitos remédios. O
professor foi ainda indagado se a técnica "é uma tapeação? Moda?", ao
que respondeu, sem apresentar nenhum argumento que embasasse sua frase
tão pesada: "Isso. Durante muito tempo isso foi muito usado, há uns
sessenta anos, poraí". Considerando "Simplesmente lamentáveis as
infelizes declarações" o usuário Marcelo Fetha lembra que "A AHT
funciona até mesmo em animais. Muitos são os estudos e testemunhos
documentados disponíveis. E assim o fazem os que defendem a
auto-hemoterapia. Mostram documentos que não deixam margem a duvidas.
Jose Luiz Dutra curado de mal de Crohn com AHT. Maurecir Mafra curado
de câncer, e tantos outros. Afirma que se referir a AHT como "muita
tapeação" é uma ofensa gravíssima ao ilustre Dr. Luiz Moura, que
dedicou uma vida inteira à Medicina e hoje tem 70 anos de experiência
com a AHT. Este fato reforça a necessidade de congregar cada vez mais
os usuários e defensores da auto-hemoterapia para trabalharem em prol
da sua liberação, entre outras providências a partir da própria petição
da Avaaz, que pode ser subscrita no link http://bit.ly/JFQegr e que já
tem cerca de três mil assinaturas.
________________________________________ REPERCUSSÃO 01 - 26.08.2012
Bom Dia Amigos! Se Vc. não conhece, ou nunca precisou ou se beneficiou
como Eu da AUTOHEMOTERAPIA desde 2007, quando me livrou de uma infecção
de PRÓSTATA e de um entupimento de 20% das CARÓTIDAS as quais já haviam
me causado um AVC ISQUÊMICO em 2002, espero que Vc não precise, mas com
certeza tem parentes ou amigos que seriam ajudados pela
AUTOHEMOTERAPIA! Ajude-nos a acabar com essa proibição vergonhosa no
Brasil desde 2007 tornando-dos um dos poucos países do Mundo que esta
terapia maravilhosa, ainda é proibida pela força daINDÚSTRIA DA DOENÇA:
LABORATÓRIOS TRILIONÁRIOS, FARMÁCIAS, MÉDICOS, HOSPITAIS, GOVERNANTES
CONIVENTES... e todos que ganham muito dinheiro com a industria da
doença! Parabéns Meu Amigo Jornalista e Advogado Walter Medeiros que
luta diuturnamente desde NATAL- RN para acabar com essa vergonha em
nosso País. Viva o Dr. Luiz Moura com seus quase 90 anos e quase 70
anosde clínica médica ajudando o povo brasileiro a ter mais saúde com a
AHT! Ente no site: http://bit.ly/JFQeg Assine a petição assim não
seremos milhões não milhares clamando por justiça! Muito Obrigado!
Abraços a Todos! Arnaldo Ferreira 02 - 26.08.2012 "Declarações absurdas
e totalmente LEVIANAS!!!!! Em 1992, eu tinha 50 anos, ouvi da boca de
minha médica ""A senhora está necrosando nas extremidades"", isto
devido a problema circulatório que mantinha meus dedos das mãos e pés
gelados porque o sangue não chegava até as pontas dos dedos. Eu perdia
o tato e, durante o período de frio, se agravava dominando a mão toda e
as pernas até os joelhos. Foi um choque ouvir o que a médica me disse.
Em 1993 tomei conhecimento do vídeo do Dr. Luiz Moura e imediatamente
comecei com as aplicações (10ml uma vez por semana). A partir da
quarta(4ª) aplicação percebi que minhas mãos e pés voltaram a ficar
rosados (antes eram brancos), bem como estavam quentinhos e não mais
gelados!!! De 1993 até hoje (2012) NUNCA MAIS tive o problema e minhas
extremidades que "estavam necrosando" nunca mais ficaram geladas. Além
de ter curado meu sistema circulatório, o cisto de ovário desapareceu,
as dores na coluna foram embora e hoje, aos setenta(70) anos, sinto-me
mais jovem, cheia de vitalidade e energia do que há vinte anos!!! Sou
apenas uma(1) das tantas provas vivas de que a AHT FUNCIONA e é
BENÉFICA... SIM!!!!!!!!!!!! Faço a AHT há dezenove (19) anos,
atualmente só como prevenção. FAÇO e RECOMENDO!!!!!!!!!!!" Clarice
Gontow 03 - 26.08.2012 "Absurdo mesmo! A Auto-hemoterapia é uma verdade
benfazeja que vai marcando a estrada não com falácias, mas com
testemunhos, com provas! Eu mesma sou um exemplo vivo da
auto-hemoterapia. Falo e provo! Sou cidadã, tenho endereço certo,
emprego, CPF, uma família e um nome a zelar, além de um cadinho de
conhecimento. Não falo sob pseudônimos. Não preciso de estrelado para
me mostrar. O artigo "INCRÍVEIS BENEFÍCIOS DA AUTO-HEMOTERAPIA" , que
circula na internet, contando a minha história é de minha lavra. Está
postado no meu blog www.genaura.blogspot.com , em cujo marcador:
Auto-hemoterapia - tem outras matérias e largas provas sobre isso,
incluindo laudos comprobatórios. Faço as aplicações de 10ml, de 7 em 7
dias, há 5 anos e a farei até o fim de meus dias. Ah, se a tivesse
conhecido antes, com certeza, teria vivido muito melhor. A internet tem
farto material para estudo, mas falta vontade política de nossos
dirigentes para determinar as pesquisas, com o objetivo de torna-la
aceita pelos órgãos públicos de saúde. Não vou me delongar aqui, mas a
voz do povo é a voz de Deus, construindo caminhos para, mesmo
consuetudinariamente, aliviar muitas dores de nosso povo,
principalmente os mais carentes de recursos financeiros, pois a prática
é simples e de baixo custo." Genaura Tormin 04 - 26.08.2012 PSEUDO
"Aula" Prezado Walter Medeiros Respeito muito o Dr. Waldo Vieira em sua
sabedoria como conhecedor da espiritualidade, das diferentes línguas
(poliglota) e por ser médico mas ... como todo humano, errar é humano
!!! Infelizmente ele respondeu a questão sobre a Auto-Hemoterapia de
uma maneira simplista, errada e deu para perceber que ele não conhece
nada sobre o assunto. Seria mais inteligente da parte dele, dizer que
não responderia por não conhecer este assunto. A A.H.T. começou em 1911
quando o Japão invadiu as Filipinas com o Dr. Altaquiano, para proteger
os japoneses que estavam morrendo de maleita ( malária ) e não tinha
nenhum remédio. Naquela situação, a unica atuação deste médico
possível, era a de retirar sangue dos próprios pacientes doentes
acometidos da doença e aplicar este mesmo sangue, neles mesmos e por
isso tem mais de 100 anos e não apenas há 60 anos como ele comentou e o
sangue é usado da própria pessoa e não de outra, como ele comentou.
Como cristão vou perdoar o colega e excelente médico Dr. Waldo Vieira.
Apesar de sabermos que a AUTO-HEMOTERAPIA, por desconhecimento de suas
benfeitorias foi proibida pelo CRM, pelo CFM, pela ANVISA, pela CRF e
pelo CFF. Um abraço e VIVA A AUTO-HEMOTERAPIA !!! Dr. Mattoso (Médico)
05 - 26.08.2012 Deslize grosseiro Sim, errar é humano... Mas, ninguém
tem o direito de debochar do que desconhece. Uma pessoa séria, honesta,
inteligente e com o nível de formação em Medicina, teria que, no
mínimo, com lucidez e humildade, confessar que, por não conhecer a
fundo (não querendo confessar desconhecimento...), se posicionar após
averiguar... Ninguém é 'enciclopédia ambulante'! Não é feio dizer que
não sabe! Feio, desagradável, inconveniente é agredir de forma leviana
o que ou quem não conhece e falar de 'revestrés', o que lhe vem à
cabeça!!! É lamentável que, na idade em que se encontra, o Dr. Waldo
Vieira, médico, poliglota, professor... caia num deslize tão absurdo e
grosseiro! Numa pesquisa rápida, encontrará TODAS as explicações e
respostas que precisa sobre AHT... Graça Medeiros 06 - 26.08.2012
Declarações infelizes Este senhor, pela sua maneira de se expressar,
assume uma postura de "dono do saber ilimitado", e apenas com palavras,
achando que seus títulos concedem-lhe alguma credibilidade. Ele diz que
na auto-hemoterapia há "muita tapeação", mas não cita quais seriam!
Quando ele diz se a AHT fosse boa, todos estariam aplicando sangue.
Faz-se necessário lembrar que a AHT era até então desconhecida pela
maioria. Inclusive por mim mesmo, e que por isso, sofri durante 50 anos
fazendo TODOS os tratamentos convencionais disponíveis. E eu que fui
curado de uma furunculose crônica de 50 anos somente com a AHT, atesto
a eficácia da técnica. A AHT funciona até mesmo em animais. Muitos são
os estudos e testemunhos DOCUMENTADOS disponíveis. E assim o fazem os
que defendem a auto-hemoterapia. Mostram documentos que não deixam
margem a duvidas. Jose Luiz Dutra curado de mal de Crohn com AHT.
Maurecir Mafra curado de câncer e tantos outros. E sem falar que se
referir a AHT como "muita tapeação" é uma ofensa gravíssima ao ilustre
Dr Luiz Moura, que dedicou uma vida inteira a Medicina e hoje tem 70
anos de experiência com a AHT. Simplesmente lamentáveis as infelizes
declarações deste vídeo. E em tempo em outro video: Remédios e
Farmacologia - Waldo Vieira (Conscienciologia), ele diz que há muita
tapeação nos medicamentos genéricos. Vou dizer ao professor dono do
saber ilimitado. Muita tapeação foram os tratamentos convencionais as
quais me submeti sem nenhum sucesso. Marcelo Fetha 07 - 27.08.2012
Desinformação Professor, o senhor é desinformado, essa técnica é usada
há mais de 100 anos, ou seja desde 1898, então 114 anos. Conforme
distribuiu sua verborreia não é um dar sangue pro outro, isso não pode,
só dentro dos parâmetros de compatibilidade, e a AUTO-HEMOTERAPIA é a
retirada de seu próprio sangue e reaplicação nos músculos. Não vou
escrever mais, pois só tenho uma palavra para qualificar sua aula: "
INCOMPETENTE " desinformado no assunto, PRONTO ESCREVI !!! Joel Martini
08 - 27.08.2012 Comentário sem reflexão Professor, "TAPEAÇÃO" foi o seu
comentário sobre a Auto-Hemoterapia, sem reflexão nenhuma sobre o
assunto. Sinto muito pelo seu uso inapropriado da palavra. Esta técnica
vêm beneficiando seus usuários há mais de cem anos, existem milhões de
pessoas no Brasil e fora também, desenvolvendo este trabalho de forma
simples, economicamente viável e muito eficaz no abrandamento ou
recuperação das doenças provocadas pelas agressões da vida. Quem
conhece fala por experiência própria, quem não conhece que busque se
informar e não feche as portas para outras formas de cura física,
mental, emocional, espiritual e ambiental existente em todas as
categorias do saber. Ida Zass".

publicado por auto-hemoterapia | Quarta-feira, 29 Agosto , 2012, 15:17
"Professor" Waldo Vieira fala asnices sobre auto-hemoterapia. Apanha, e
muito! Transcrição do endereço
http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia-waldo-vieira.htm "Waldo
Vieira critica auto-hemoterapia mas mostra nem saber do que se trata
--- Walter Medeiros - waltermedeiros@supercabo.com.br O professor Waldo
Vieira deu uma demonstração de descuido com os temas sobre os quais
fala em suas aulas, ao tratar de forma completamente vulgar e
desinformada sobre auto-hemoterapia, respondendo perguntas de um
participante. O fato ocorreu na aula 2376, sobre "Comunicação
Interassistencial (Comunicologia)", proferida em 4 de agosto de 2012 e
cujo video foi publicado no Youtube através do link
http://www.youtube.com/watch?v=Fn4oJ_HJOX4 . A técnica da
auto-hemoterapia é difundida pelo Dr. Luiz Moura, que a utiliza com
sucesso há mais de sessenta anos no combate e na cura de doenças com a
retirada de sangue da veia e aplicação imediata no músculo. Esta
terapia vem salvando vidas há mais de cem anos, pois multiplica por
quatro as defesas do organismo. A clara mostra de que nada sabe sobre
auto-hemoterapia está na resposta do Sr. Waldo Vieira, que disse achar
que se fosse muito boa seria comum e "todo mundo tava tirando sangue aí
para dar pro outro". Um absurdo para quem quer ter credibilidade ao
tratar de temas tão importantes. Ele não se dá ao trabalho sequer de
analisar o sentido da técnica, cuja prática é mostrada no próprio nome:
"auto-hemoterapia". Como afirmar, então, que alguém daria sangue ao
outro? Conforme observa um usuário da AHT, o Senhor Waldo Vieira "pela
sua maneira de se expressar, assume uma postura de 'dono do saber
ilimitado'", mas apenas com palavras, pois de auto-hemoterapia mostra
que nada sabe, senão apenas o fato de ter sido utilizada "há uns
sessenta anos". Para se ter uma ideia exata do que ocorreu na aula do
Sr. Waldo Vieira, fizeram-lhe a pergunta: - Professor, Auto-hemoterapia
funciona? Resposta: "Olha, tem gente que gosta dessa terapia. Agora, se
ela fosse muito boa, seria comum. Então, não é lá essas coisas. Porque
senão todo mundo tava tirando sangue aí para dar pro outro". O Sr.
Waldo Vieira precisa informar-se melhor para poder abordar os assuntos
e não passar para o público essa sensação de total desconhecimento e
deixar de tratar temas tão importantes de forma absurda. Precisa saber
que a técnica é muito boa e muito usada, sim. Entretanto, está proibida
por ato arbitrário e ilegal da Agência Nacional de Vigilância Sanitária
- Anvisa e do Conselho Federal de Medicina - CFM, que preferem deixar
as pessoas morrerem a admitirem o seu uso, temendo a formação de novas
provas de que se trata de terapia mais eficaz do que muitos remédios. O
professor foi ainda indagado se a técnica "é uma tapeação? Moda?", ao
que respondeu, sem apresentar nenhum argumento que embasasse sua frase
tão pesada: "Isso. Durante muito tempo isso foi muito usado, há uns
sessenta anos, poraí". Considerando "Simplesmente lamentáveis as
infelizes declarações" o usuário Marcelo Fetha lembra que "A AHT
funciona até mesmo em animais. Muitos são os estudos e testemunhos
documentados disponíveis. E assim o fazem os que defendem a
auto-hemoterapia. Mostram documentos que não deixam margem a duvidas.
Jose Luiz Dutra curado de mal de Crohn com AHT. Maurecir Mafra curado
de câncer, e tantos outros. Afirma que se referir a AHT como "muita
tapeação" é uma ofensa gravíssima ao ilustre Dr. Luiz Moura, que
dedicou uma vida inteira à Medicina e hoje tem 70 anos de experiência
com a AHT. Este fato reforça a necessidade de congregar cada vez mais
os usuários e defensores da auto-hemoterapia para trabalharem em prol
da sua liberação, entre outras providências a partir da própria petição
da Avaaz, que pode ser subscrita no link http://bit.ly/JFQegr e que já
tem cerca de três mil assinaturas.
________________________________________ REPERCUSSÃO 01 - 26.08.2012
Bom Dia Amigos! Se Vc. não conhece, ou nunca precisou ou se beneficiou
como Eu da AUTOHEMOTERAPIA desde 2007, quando me livrou de uma infecção
de PRÓSTATA e de um entupimento de 20% das CARÓTIDAS as quais já haviam
me causado um AVC ISQUÊMICO em 2002, espero que Vc não precise, mas com
certeza tem parentes ou amigos que seriam ajudados pela
AUTOHEMOTERAPIA! Ajude-nos a acabar com essa proibição vergonhosa no
Brasil desde 2007 tornando-dos um dos poucos países do Mundo que esta
terapia maravilhosa, ainda é proibida pela força daINDÚSTRIA DA DOENÇA:
LABORATÓRIOS TRILIONÁRIOS, FARMÁCIAS, MÉDICOS, HOSPITAIS, GOVERNANTES
CONIVENTES... e todos que ganham muito dinheiro com a industria da
doença! Parabéns Meu Amigo Jornalista e Advogado Walter Medeiros que
luta diuturnamente desde NATAL- RN para acabar com essa vergonha em
nosso País. Viva o Dr. Luiz Moura com seus quase 90 anos e quase 70
anosde clínica médica ajudando o povo brasileiro a ter mais saúde com a
AHT! Ente no site: http://bit.ly/JFQeg Assine a petição assim não
seremos milhões não milhares clamando por justiça! Muito Obrigado!
Abraços a Todos! Arnaldo Ferreira 02 - 26.08.2012 "Declarações absurdas
e totalmente LEVIANAS!!!!! Em 1992, eu tinha 50 anos, ouvi da boca de
minha médica ""A senhora está necrosando nas extremidades"", isto
devido a problema circulatório que mantinha meus dedos das mãos e pés
gelados porque o sangue não chegava até as pontas dos dedos. Eu perdia
o tato e, durante o período de frio, se agravava dominando a mão toda e
as pernas até os joelhos. Foi um choque ouvir o que a médica me disse.
Em 1993 tomei conhecimento do vídeo do Dr. Luiz Moura e imediatamente
comecei com as aplicações (10ml uma vez por semana). A partir da
quarta(4ª) aplicação percebi que minhas mãos e pés voltaram a ficar
rosados (antes eram brancos), bem como estavam quentinhos e não mais
gelados!!! De 1993 até hoje (2012) NUNCA MAIS tive o problema e minhas
extremidades que "estavam necrosando" nunca mais ficaram geladas. Além
de ter curado meu sistema circulatório, o cisto de ovário desapareceu,
as dores na coluna foram embora e hoje, aos setenta(70) anos, sinto-me
mais jovem, cheia de vitalidade e energia do que há vinte anos!!! Sou
apenas uma(1) das tantas provas vivas de que a AHT FUNCIONA e é
BENÉFICA... SIM!!!!!!!!!!!! Faço a AHT há dezenove (19) anos,
atualmente só como prevenção. FAÇO e RECOMENDO!!!!!!!!!!!" Clarice
Gontow 03 - 26.08.2012 "Absurdo mesmo! A Auto-hemoterapia é uma verdade
benfazeja que vai marcando a estrada não com falácias, mas com
testemunhos, com provas! Eu mesma sou um exemplo vivo da
auto-hemoterapia. Falo e provo! Sou cidadã, tenho endereço certo,
emprego, CPF, uma família e um nome a zelar, além de um cadinho de
conhecimento. Não falo sob pseudônimos. Não preciso de estrelado para
me mostrar. O artigo "INCRÍVEIS BENEFÍCIOS DA AUTO-HEMOTERAPIA" , que
circula na internet, contando a minha história é de minha lavra. Está
postado no meu blog www.genaura.blogspot.com , em cujo marcador:
Auto-hemoterapia - tem outras matérias e largas provas sobre isso,
incluindo laudos comprobatórios. Faço as aplicações de 10ml, de 7 em 7
dias, há 5 anos e a farei até o fim de meus dias. Ah, se a tivesse
conhecido antes, com certeza, teria vivido muito melhor. A internet tem
farto material para estudo, mas falta vontade política de nossos
dirigentes para determinar as pesquisas, com o objetivo de torna-la
aceita pelos órgãos públicos de saúde. Não vou me delongar aqui, mas a
voz do povo é a voz de Deus, construindo caminhos para, mesmo
consuetudinariamente, aliviar muitas dores de nosso povo,
principalmente os mais carentes de recursos financeiros, pois a prática
é simples e de baixo custo." Genaura Tormin 04 - 26.08.2012 PSEUDO
"Aula" Prezado Walter Medeiros Respeito muito o Dr. Waldo Vieira em sua
sabedoria como conhecedor da espiritualidade, das diferentes línguas
(poliglota) e por ser médico mas ... como todo humano, errar é humano
!!! Infelizmente ele respondeu a questão sobre a Auto-Hemoterapia de
uma maneira simplista, errada e deu para perceber que ele não conhece
nada sobre o assunto. Seria mais inteligente da parte dele, dizer que
não responderia por não conhecer este assunto. A A.H.T. começou em 1911
quando o Japão invadiu as Filipinas com o Dr. Altaquiano, para proteger
os japoneses que estavam morrendo de maleita ( malária ) e não tinha
nenhum remédio. Naquela situação, a unica atuação deste médico
possível, era a de retirar sangue dos próprios pacientes doentes
acometidos da doença e aplicar este mesmo sangue, neles mesmos e por
isso tem mais de 100 anos e não apenas há 60 anos como ele comentou e o
sangue é usado da própria pessoa e não de outra, como ele comentou.
Como cristão vou perdoar o colega e excelente médico Dr. Waldo Vieira.
Apesar de sabermos que a AUTO-HEMOTERAPIA, por desconhecimento de suas
benfeitorias foi proibida pelo CRM, pelo CFM, pela ANVISA, pela CRF e
pelo CFF. Um abraço e VIVA A AUTO-HEMOTERAPIA !!! Dr. Mattoso (Médico)
05 - 26.08.2012 Deslize grosseiro Sim, errar é humano... Mas, ninguém
tem o direito de debochar do que desconhece. Uma pessoa séria, honesta,
inteligente e com o nível de formação em Medicina, teria que, no
mínimo, com lucidez e humildade, confessar que, por não conhecer a
fundo (não querendo confessar desconhecimento...), se posicionar após
averiguar... Ninguém é 'enciclopédia ambulante'! Não é feio dizer que
não sabe! Feio, desagradável, inconveniente é agredir de forma leviana
o que ou quem não conhece e falar de 'revestrés', o que lhe vem à
cabeça!!! É lamentável que, na idade em que se encontra, o Dr. Waldo
Vieira, médico, poliglota, professor... caia num deslize tão absurdo e
grosseiro! Numa pesquisa rápida, encontrará TODAS as explicações e
respostas que precisa sobre AHT... Graça Medeiros 06 - 26.08.2012
Declarações infelizes Este senhor, pela sua maneira de se expressar,
assume uma postura de "dono do saber ilimitado", e apenas com palavras,
achando que seus títulos concedem-lhe alguma credibilidade. Ele diz que
na auto-hemoterapia há "muita tapeação", mas não cita quais seriam!
Quando ele diz se a AHT fosse boa, todos estariam aplicando sangue.
Faz-se necessário lembrar que a AHT era até então desconhecida pela
maioria. Inclusive por mim mesmo, e que por isso, sofri durante 50 anos
fazendo TODOS os tratamentos convencionais disponíveis. E eu que fui
curado de uma furunculose crônica de 50 anos somente com a AHT, atesto
a eficácia da técnica. A AHT funciona até mesmo em animais. Muitos são
os estudos e testemunhos DOCUMENTADOS disponíveis. E assim o fazem os
que defendem a auto-hemoterapia. Mostram documentos que não deixam
margem a duvidas. Jose Luiz Dutra curado de mal de Crohn com AHT.
Maurecir Mafra curado de câncer e tantos outros. E sem falar que se
referir a AHT como "muita tapeação" é uma ofensa gravíssima ao ilustre
Dr Luiz Moura, que dedicou uma vida inteira a Medicina e hoje tem 70
anos de experiência com a AHT. Simplesmente lamentáveis as infelizes
declarações deste vídeo. E em tempo em outro video: Remédios e
Farmacologia - Waldo Vieira (Conscienciologia), ele diz que há muita
tapeação nos medicamentos genéricos. Vou dizer ao professor dono do
saber ilimitado. Muita tapeação foram os tratamentos convencionais as
quais me submeti sem nenhum sucesso. Marcelo Fetha 07 - 27.08.2012
Desinformação Professor, o senhor é desinformado, essa técnica é usada
há mais de 100 anos, ou seja desde 1898, então 114 anos. Conforme
distribuiu sua verborreia não é um dar sangue pro outro, isso não pode,
só dentro dos parâmetros de compatibilidade, e a AUTO-HEMOTERAPIA é a
retirada de seu próprio sangue e reaplicação nos músculos. Não vou
escrever mais, pois só tenho uma palavra para qualificar sua aula: "
INCOMPETENTE " desinformado no assunto, PRONTO ESCREVI !!! Joel Martini
08 - 27.08.2012 Comentário sem reflexão Professor, "TAPEAÇÃO" foi o seu
comentário sobre a Auto-Hemoterapia, sem reflexão nenhuma sobre o
assunto. Sinto muito pelo seu uso inapropriado da palavra. Esta técnica
vêm beneficiando seus usuários há mais de cem anos, existem milhões de
pessoas no Brasil e fora também, desenvolvendo este trabalho de forma
simples, economicamente viável e muito eficaz no abrandamento ou
recuperação das doenças provocadas pelas agressões da vida. Quem
conhece fala por experiência própria, quem não conhece que busque se
informar e não feche as portas para outras formas de cura física,
mental, emocional, espiritual e ambiental existente em todas as
categorias do saber. Ida Zass".

publicado por auto-hemoterapia | Segunda-feira, 27 Agosto , 2012, 01:15
Auto-hemoterapia devolve circulação nas extremidades dos membros
Domingo, 26 de agosto de 2012 - 13:34:29 177.82.68.161 Clarice Gontow
comentou a publicação de Autohemoterapia Español em AMIGOS DA CURA no
Facebook Declarações absurdas e totalmente... Clarice Gontow 26 de
Agosto de 2012 13:01 Declarações absurdas e totalmente LEVIANAS!!!!! Em
1992, eu tinha 50 anos, ouvi da boca de minha médica ""A senhora está
necrosando nas extremidades"", isto devido à problema circulatório que
mantinha meus dedos das mãos e pés gelados porque o sangue não chegava
até as pontas dos dedos. Eu perdia o tato e, durante o período de frio,
se agravava dominando a mão toda e as pernas até os joelhos. Foi um
choque ouvir o que a médica me disse. Em 1993 tomei conhecimento do
vídeo do Dr. Luiz Moura e imediatamente comecei com as aplicações (10ml
uma vez por semana). A partir da quarta(4ª) aplicação percebi que
minhas mãos e pés voltaram a ficar rosados (antes eram brancos), bem
como estavam quentinhos e não mais gelados!!! De 1993 até hoje (2012)
NUNCA MAIS tive o problema e minhas extremidades que "estavam
necrosando" nunca mais ficaram geladas. Além de ter curado meu sistema
circulatório, o cisto de ovário desapareceu, as dores na coluna foram
embora e hoje, aos setenta(70) anos, sinto-me mais jovem, cheia de
vitalidade e energia do que há vinte anos!!! Sou apenas uma(1) das
tantas provas vivas de que a AHT FUNCIONA e é BENÉFICA...
SIM!!!!!!!!!!!! Faço a AHT há dezenove (19) anos, atualmente só como
prevenção. FAÇO e RECOMENDO!!!!!!!!!!! Fetha Copiado de
http://hemoterapia.org/informacoes_e_debate/ver_opiniao/clarice-gontow-c
omentou-a-publicacao-de-autohemoterapia.asp

publicado por auto-hemoterapia | Domingo, 19 Agosto , 2012, 22:53
Em "INCRÍVEIS BENEFÍCIOS DA AUTO-HEMOTERAPIA", a escritora Genaura
Tormin relata suas conquistas com o uso da técnica. Os resultados,
fantásticos. O texto, imperdível. Veja dois deles. "... A sensibilidade
tátil continua em ascensão. Numa constatação tênue, já sinto vontade de
evacuar e não mais estou usando fraldas. Vou para o Tribunal sem ela, o
que me facilitou muito a vida, principalmente quanto à ida ao banheiro.
Diminuiu o tempo e o trabalho de ter que ajustá-la. Realmente, a melhor
parte. ...". "... Minhas taxas estão excelentes! Tudo dentro da
normalidade. A trombose que tinha na perna esquerda foi, totalmente,
recanalizada, conforme exame recente. Minha estima está em alta! Nunca
me senti tão bem! Lógico, não é uma panacéia para a cura de todas as
doenças, nem um milagre ou um passo de mágica, mas, particularmente,
posso afirmar que me fez e me faz muito bem. Consegui muito, apesar da
faixa etária e dos desgastes naturais dessa idade. Tenho certeza de que
se a tivesse conhecido antes, teria vivido muito melhor. ...". O texto,
na íntegra, pode ser lido em
http://www.recantodasletras.com.br/artigos/387723 De quebra, 341
comentários. Boa leitura. Ubervalter Coimbra, jornalista.

publicado por auto-hemoterapia | Quinta-feira, 09 Agosto , 2012, 18:25
A entrevista da enfermeira Ida Zaslavsky sobre o seu livro
"AUTO-HEMOTERAPIA: Um bom passo maior que a perna", na Rádio Record
Santa Catarina AM, pode ser ouvida no link
http://www.sendspace.com/file/4xtd5t Na página, aparece "ENTREVISTA
Idinha Zaslavsky.mp3 File Size: 37.66MB". Basta acionar "Click here to
start download from sendspace". O livro, lançado este ano, vem em
reforço à Campanha pela Liberação da Auto-Hemoterapia no Brasil. A
técnica é proibida no país desde 2007, crime praticado pelos governos
Dilma e Lula, que afronta até mesmo a Constituição Federal. O país é
único no mundo a proibir a técnica, e esta medida foi adotada pela
subserviência do governo brasileiro aos interesses dos laboratórios
farmacêuticos transnacionais. Sobre a proibição leia "UMA PROIBIÇÃO
ILEGAL (QUEM PROIBIU A AUTO-HEMOTERAPIA?)", no endereço
http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia-legis.htm Com o titulo
"AUTO-HEMOTERAPIA: Um bom passo maior que a perna", Ida Zaslavsky vem
esclarecendo sobre o tema e para isto vem realizando vários eventos de
divulgação. O livro já está disponível desde o dia 27/07/12, nas
Livrarias Catarinense, no Beiramar Shopping, em Florianópolis. O livro
pode ser comprado pela internet. Basta contato através do e-mail
livroautohemoterapia@yahoo.com.br para fazer o pedido, especificando a
quantidade desejada e os dados para a entrega (nome do comprador e
endereço com CEP). O preço do livro, incluindo o porte dos correios, é
de R$34,00 (preço para o Brasil). Graduada na Escola de Enfermagem da
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Ida Zaslavsky mora em
Florianópolis, Santa Catarina, desde 1992, onde aplica seus
conhecimentos sobre auto-hemoterapia há 18 anos, com resultados
extraordinários. A escritora é reconhecida como uma das grandes
defensoras da técnica. Em uma destas ações, publicou artigo no site do
Supremo Tribunal Federal (STF) defendendo a liberação da
auto-hemoterapia. O texto está no endereço
http://www.stf.jus.br/arquivo/cms/processoAudienciaPublicaSaude/anexo/Au
toHemoterapia.pdf Ida Zaslavsky afirma que "A Auto-Hemoterapia é um
recurso terapêutico simples com elevado grau de eficácia, que consiste
na retirada de sangue da veia (antebraço) e na reaplicação imediata
deste sangue no músculo da própria pessoa, quadruplicando as células de
defesa (macrófagos) e a resposta imunológica em todo o organismo. Estas
células promovem a limpeza, exemplo, combatem vírus, bactérias, células
neoplásica (câncer), drogas e fibrina (sangue coagulado nos vasos)." E
mais: "Busquei reunir neste livro informações sobre minha experiência
na área da saúde (promoção, prevenção e cuidados em geral) desde 1982,
lançando mão de relatos e depoimentos significativos a respeito dos
benefícios da AHT em pessoas acometidas pelos mais diversos tipos de
doenças, das mais simples até as crônicas, degenerativas e auto-imunes,
especificamente, a partir de 1993. Ao mesmo tempo, contextualizei a AHT
no Brasil, narrando alguns casos exemplares na luta pela sua inserção
no sistema de saúde brasileiro. Incluí no final do livro três apêndices
relativos a questões específicas da AHT, no âmbito jurídico e no que
concerne à prática da terapia em si. Pensando em melhor informar o
leitor, acresci a obra de um pequeno glossário." Ubervalter Coimbra,
jornalista (Brasil).

publicado por auto-hemoterapia | Domingo, 05 Agosto , 2012, 20:00

   Mas
a técnica hoje é criminosamente desprezada pela medicina
oficial. Afirmam os Médicos Sem Fronteiras (MSF):
“... Apesar de ter cura, ainda mata cerca de 1,3 milhão de
pessoas por ano. A maioria das vítimas são pessoas que
vivem com HIV/Aids na África.
...”. 

 

Além de curar a tuberculose,
auto-hemoterapia também evita o desenvolvimento da doença
nas pessoas que tiveram contato com os infectados, pois fortalece o
sistema imunológico.  

 

“... Como já informamos em artigos
anteriores, a estreptomicina viria a ser o 2º antibiótico
da "história da medicina". Ao mesmo tempo, viria a ser
o 1º antibiótico específico para o tratamento da
tuberculose, esta, naquela época, também conhecida como
"peste branca". Fica claro que a estreptomicina do Dr.
Waksmann surgiu após o advento da penicilina do Dr. Fleming. Em
muitos casos, os pacientes tuberculosos eram internados em
sanatórios, e, no tratamento da tuberculose, a princípio
fazia-se uso das sulfonas e tentou-se o emprego do pneumotórax,
com pouco sucesso. A este propósito, consta no livro do Dr.
Olívio Martins: "Já o Dr. Oliveira Botelho, o
introdutor do pneumotórax no Brasil, desprezou este processo, em
sua época áurea, para adotar o tratamento da tuberculose
pela vacina do sangue (auto-hemoterapia), levando sempre ao
conhecimento da Academia Nacional de Medicina, os brilhantes resultados
obtidos". (2). ...”. O texto é
transcrição de “Auto-Hemoterapia, Dr. Fleming e os
antibióticos... Parte LX - (60)”, pelo médico Jorge
Martins Cardoso. 

 

E mais: “... 2ª
observação: é preciso que fique bem claro para os
leitores que, o médico baiano Olívio Martins, trabalhou
como assistente-médico durante os anos de 1938, 1939 e 1940, no
Rio de Janeiro, na clínica do médico carioca Oliveira
Botelho, este, também praticante da auto-hemoterapia.
...”.  

 

O médico Jorge Martins Cardoso, honra o
Brasil e seu estado, Sergipe, por pesquisar e defender a
auto-hemoterapia. Ele explica que "O Poder Curativo do Sangue -
Menos Remédios e Mais Ciência" é autoria do
“Dr. Olívio Martins - Gráfica Editora Laemmert S/A
- 9ª edição - 1969 - Rio de Janeiro - GB -
DOENÇAS DA PELE - páginas 21, 22 e 23 (50
páginas).”. 

 

Ainda do médico Jorge Martins Cardoso, ver
em http://www.jornaldacidade.net/2008/noticia.php?id=77218<
/a> no artigo
Auto-Hemoterapia, Dr. Fleming e os antibióticos... (39)
publicado em 15/09/2010: “...Outra curiosidade - Em 1940, no Rio
de Janeiro, o médico cirurgião Jésse Teixeira
publica o seu trabalho científico
“Autohemotransfusão: Complicações Pulmonares
Pós-Operatório”.

 

No seu texto, o médico
ironiza:“...AHT* = Auto-Hemoterapia - que não deve ser
confundida com AZT, DDT, PFL, THC ou TNT, pois, algumas destas siglas
podem estar “contaminadas” por corrupção,
lise e mamatas. Portanto, navalha nelas. Pneumotórax** -
acúmulo de gases na cavidade pleural. Tuberculose*** - em
1940,
a
penicilina ainda não estava
disponível para o público. Se o 1º
antibiótico descoberto - a penicilina - ainda não estava
disponível, a estreptomicina evidentemente que também
não estava disponível. A estreptomicina - o 2º
antibiótico da “História da Medicina” - viria
a ser o 1º antibiótico específico para o tratamento
da terrível tuberculose. Como em 1940 não existiam os
antibióticos, nem o CFM e nem a Anvisa, compreende-se
perfeitamente por que os três médicos citados - Dr.
Jésse Teixeira, Dr. Olívio Martins e Dr. Oliveira Botelho
- usavam a auto-hemoterapia no combate às
infecções e no tratamento de várias outras
afecções, com grande sucesso. 


...”. 

 

A tuberculose é uma endemia que cresce.
Segundo registro do 
http://site.portalcofen.gov.br/node/6511 em
24/03/2011,

o “Brasil registra 72 mil casos de
tuberculose por ano 

 

Atualmente, nove milhões de pessoas no
mundo estão contaminadas com tuberculose. No Brasil, 72 mil
novos casos são registrados por ano. As estatísticas
contabilizam quase cinco mil mortes anualmente. Especialistas apontam a
desinformação como a principal causa da
proliferação da
doença.”. 

 

Não se deve “subestimar os sintomas
da tuberculose é outro fator que contribuiu para o aumento da
contaminação. A tosse seca e contínua,
posteriormente seguida por tosse com secreção pode ser um
sinal de tuberculose. O quadro persiste por mais de três semanas.
Outros sintomas são febre vespertina, sudorese noturna intensa,
cansaço excessivo, perda do apetite e palidez. O paciente pode
emagrecer cerca de 10
kg
em menos de um mês.”, é
informado neste endereço.  

 

Textos oficiais explicam “que a
doença é transmitida pelo ar, a partir de gotas de saliva
expelidas por espirros e tosses. A bactéria pode atingir todos
os órgãos do corpo. Mas o pulmão é o
principal porque o microorganismo se reproduz rapidamente onde houver
grande quantidade de oxigênio. A prevenção é
tão importante quanto o tratamento da doença, observa o
médico. Os recém-nascidos devem ser vacinados com a BCG -
que previne as formas grave da doença - em até 30 dias.
Crianças a idosos devem cuidar da saúde para não
ficar com a resistência baixa, propícia ao
contágio.” 

 

E que são necessários seis meses de
tratamento para que a doença seja curada. Se o tratamento for
interrompido, mesmo se o paciente voltar a tomar o remédio, ele
não se cura, pois a bactéria que causa a tuberculose pode
se tornar resistente aos antibióticos.
 

 

Mais de 2 bilhões de pessoas – cerca
de um terço da população mundial - já foi
contaminada pela "Mycobacterium tuberculosis", que provoca a
doença. Quase todos os casos ficam latentes - os portadores
não sentem sintomas nem transmitem a tuberculose. Ao longo da
vida, cerca de dez por cento das pessoas expostas ao bacilo adoecem,
principalmente se tiverem uma queda no seu sistema
imunológico.” 

 

Os Médicos Sem Fronteiras (MSF) registram:
"Em 2010, Médicos Sem Fronteiras (MSF) tratou
aproximadamente 30 mil casos de Tuberculose (TB) em 29 países,
incluindo mil pacientes com tuberculose resistente (DR-TB, na sigla em
inglês). A doença é uma das principais causas de
mortalidade no mundo. Apesar de ter cura, ainda mata cerca de 1,3
milhão de pessoas por ano. A maioria das vítimas
são pessoas que vivem com HIV/Aids na
África. 

 

Os métodos de diagnóstico e
tratamento usados, em geral, são obsoletos e as pesquisas
médicas insuficientes. Dos 9,4 milhões de novos casos de
tuberculose registrados anualmente, 440 mil desenvolvem múltipla
resistência aos medicamentos. Cerca de 1,5 milhão de
pessoas morreram de tuberculose resistente na última
década. Dos 5 milhões de contaminados, apenas 1% teve
acesso ao tratamento apropriado. 

 

MSF trata pacientes com DR-TB em locais que
vão desde prisões no Quirguistão a contextos
urbanos na Índia e cenários endêmicos de HIV em
países como Suazilândia e África do Sul. ...",
ver em http://www.msf.org.br/conteudo/20/tuberculose/?gclid=CJb
SzZGT0bECFcyb7QodfTkAaQ

 

A legião de novos infectados pelo bacilo
da tuberculose, tanto no Brasil, como no mundo, ganharia um aliado
poderoso no seu tratamento se os responsáveis pela saúde
pública usassem, junto ao tratamento convencional da
doença, a auto-hemoterapia.  

 

Como explica o dr. Luiz Moura:
 

“...Surtos epidêmicos e AH?
 

 

Nisso funcionaria, aí seria de grande
valor, de uma economia enorme. Porque, por que hoje as pessoas que
estivessem já atacadas pelo mal, por um desses males, elas
teriam a sua recuperação, a restauração da
saúde mais acelerada, seria menos tempo de doença, porque
quem cura realmente é o sistema imunológico, não
é antibiótico que cura, antibiótico é
apenas bacteriostático, só faz evitar a
reprodução dos micróbios, mas quem termina de
curar a infecção é o nosso próprio sistema
imunológico, então, isso seria no caso, uma
ação.”, trecho da transcrição do DVD
com entrevista do dr. Luiz Moura emhttp://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia-dvd.htm</o:p>

 

E as pessoas que tivessem contatos com os
tuberculosos, na família, no trabalho ou em qualquer outra
atividade social, ganhariam como? Segue a explicação do
dr. Luiz Moura para o caso dos surtos epidêmicos, que vale
também para as endemias, como a tuberculose, hanseníase,
doença de Chagas, doença do sono, ebola e aids: “E
a outra, as pessoas que ainda não se contaminaram, se estivessem
sobre a ação da AH e com o seu sistema imunológico
ativado, elas não pegariam, não teriam a doença,
então evitaria que a doença se espalhasse num
número maior de pessoas e com um detalhe importante, quando a
doença vai se repicando de uma pessoa a outra, o micróbio
ou o vírus se torna cada vez mais ativo e mais virulento, a
repicagem é que aumenta, é como se fosse um
exercício que ele faz, se tornando mais violento. ...”.
 

 

Nos contatos, da mesma forma que nos doentes, a
auto-hemoterapia seria uma poderosa ferramenta de cura. Ainda segundo o
dr. Luiz Moura, a auto-hemoterapia “é um recurso
terapêutico de baixo custo, simples que se resume em retirar
sangue de uma veia e aplicar no músculo, estimulando assim o
SistemaRetículo-Endotelial, quadruplicando os macrófagos
em todo organismo. 

 

SUMÁRIO 

 

A técnica é simples: retira-se o
sangue de uma veia - comumente da prega do cotovelo - e aplica-se no
músculo, braço ou nádega, sem nada acrescentar ao
sangue. O volume retirado varia de 5ml a 20ml, dependendo da gravidade
da doença a ser tratada. O sangue, tecido orgânico, em
contato com o músculo, tecido extra-vascular, desencadeia uma
reação de rejeição do mesmo, estimulando
assim o S.R.E. A medula óssea produz mais monócitos que
vão colonizar os tecidos orgânicos e recebem então
a denominação de macrófagos. Antes da
aplicação do sangue, em média, a contagem dos
macrófagos gira em torno de 5%. Após a
aplicação a taxa sobe e, ao fim de 8h, chega a 22%.
Durante 5 dias permanece entre 20 e 22%, para voltar aos 5% ao fim de 7
dias a partir a aplicação da auto-hemoterapia. A volta
aos 5% ocorre quando não há sangue no
músculo. 

 

As doenças infecciosas, alérgicas,
auto-imunes, os corpos estranhos como os cistos ovarianos, miomas, as
obstruções de vasos sangüíneos são
combatidas pelos macrófagos, que, quadruplicados, conseguem
assim vencer estes estados patológicos ou, pelo menos,
abrandá-los. No caso particular das doenças auto-imunes,
a autoagressão decorrente da perversão do Sistema
Imunológico é desviada para o sangue aplicado no
músculo, melhorando assim o
paciente. 

 

1. HISTÓRICO 


 

Em 1911, F. Ravaut registra: modo de
tratamento auto ...”, a síntese feita pelo dr. Luiz Moura
em artigo está disponível emhttp://www.rnsites.com.br/aht_luiz_moura.pdf

 

INTERNET, INSTRUMENTO PARA UNIVERSALIZAR A
AUTO-HEMOTERAPIA  

 

O desprezo da medicina oficial - dos
médicos, enfermeiros, farmacêuticos e outros profissionais
de saúde nos quatro cantos do planeta - não foi de
graça. Decorre de um trabalho orquestrado pelos
laboratórios farmacêuticos transnacionais, ávidos
por ganhar muito dinheiro, sempre. 

 

Com a descoberta dos antibióticos e sua
produção em escala comercial, o filão logo estaria
visível para os laboratórios. O que seguiu foi uma
campanha destas empresas, que passaram a dizer, por seus colaboradores
“pesquisadores”, seus “cientistas”, que a
auto-hemoterapia era uma técnica velha, sem cientificidade.
 

 

Os laboratórios farmacêuticos e seus
agentes “cientistas” desprezaram a possibilidade de somar o
tratamento com antibióticos com a auto-hemoterapia. Desde o
início os laboratórios conheciam a necessidade de
descontinuar o uso dos antibióticos após determinado
período de uso, para retomar seu emprego alguns anos depois,
evitando assim a resistência dos agentes das doenças aos
remédios.  

 

O esquecimento foi lento, gradual e seguro. Todas
as gerações de profissionais de saúde formadas a
partir da década de 50 do seculo passado perderam o contato com
a auto-hemoterapia, que foi excluída do ensino das faculdades.
 

 

Hoje, mesmo médicos comprometidos com a
população não só desconhecem a
auto-hemoterapia, como ainda a criticam. Há os que se rotulam
“cientistas” e cobram estudos “randomizados”,
mesmo para uma técnica centenária, com milhares de
títulos científicos a lastreá-la, e sem registro
de efeitos colaterais indesejáveis. 


 

A memorável entrevista do dr. Luiz Moura
sobre auto-hemoterapia em 2004 em DVD, disponibilizada primeiro de
mão em mão, é um divisor de águas na
retomada do uso da auto-hemoterapia. Com ajuda da internet, onde o
conteúdo da entrevista passa a ser divulgado gratuitamente. A
técnica então volta a ganhar o mundo. Com, sem ou apesar
de entidades como a Organização Mundial de Saúde
(OMS), do Ministério da Saúde/ Anvisa, no Brasil, que se
colocam a serviço dos laboratórios farmacêuticos
transnacionais, esquecendo a
população. 

 

Outra determinante na divulgação da
auto-hemoterapia foi a decisão do Conselho Federal de Medicina
(CFM) de cassar o diploma do dr. Luiz Moura, à época com
mais de 60 anos de medicina, por divulgar a técnica. À
posição do CFM se contrapôs enorme força
popular, com apoio de grande número de profissionais de
saúde, que evitou a cassação do médico por
seu conselho, claramente atuando na defesa dos laboratórios
farmacêuticos internacionais. 

 

A produção científica
moderna sobre a auto-hemoterapia é neste período
resgatada através da internet, e é devolvida ao mundo em
laborioso trabalho de tradução em vários idiomas.
Muitas pessoas, em vários países, passam a se dedicar
inteiramente à divulgação da auto-hemoterapia, que
volta a ser consagrada como técnica de uso universal.
 

 

LITERATURA INTERNACIONAL
 

 

O emprego da auto-hemoterapia tem registro outros
registros antigos na literatura científica
internacional. 

 

É registrado na “Revista de
tuberculosis: Volume 1,Edição 4
 

Sem imagem de capa Cuba. Consejo nacional de
tuberculosis - 1937 - Visualização de trechos
 

La AUTOHEMOTERAPIA a dosis altas de 20 cc
...”!, em  

http://books.google.com.br/books?id=z0jlAAAAMAAJ&q=a
utohemoterapia&dq=autohemoterapia&hl
 ...

 

E em “Historia de la pediatría
chilena: crónica de un alegría - Página 134
 

 

Nelson A. Vargas Catalán - 2002 - 525
páginas - Visualização
 

 

Scorca havia tratado com autohemoterapia y
lactoterapia materna seis casos de meningitis TBC, de 11 meses a 9
anos. Cuatro fueran controlados por laboratório, comprovando la
presencia del bacilo de Koch em el líquido céfalo
raquídeo. Cinco se curaram totalmente. Se inyectó 30 ml
de sangre materna con 4 ml de leche materna, intramuscular, cada 3
días.  

 

También, se usaba la autohemoterapia en
casos de tifoidea con fenómenos de intoxicación, sobre
todo del sistema nervioso. ...”. http://books.google.com.br/books?id=eRC_uJ1i7fEC&pg=
PA134&dq=autohemoterapia&hl=pt-BR&am
 ...

 

E nos livros abaixo,
citados na bibliografia em “AUTOHEMOTHERAPY REFERENCE MANUAL
& HISTORICAL REVIEW Autologous Blood in the History and Future of
Medicine: From Bloodletting to Stem Cells by S. H. Shakman. Copyright
1995-2001”. Em 
http://www.instituteofscience.com/AUTOMED/20A1-29B.HTM</spa> PhD, o
norte-americano Shakman é diretor do “Institute Of
Science
”.
<
/p>

 

27A10: Peus, W., Auto-hemoterapia na tuberculose
pulmonar. M? Nchen. med. Wchnschr. 74:60, 14 de janeiro de
1927. 

 

28B1: auto-hemoterapia, autoserotherapy na
tuberculose, [I. Menniti] Arch.di biol. 05:21, Março-Abril
'28 

 

27A9: Schnack, W., Auto-hemoterapia na
prevenção e tratamento de doenças pulmonares
pós-operatórias. Deutsche Ztschr. f. Chir. 199:205-213,
1926. 

 

27B28: em ostearthritis tuberculosa e outras
condições, [M. Havranek] Rev.med.fran ‡. 8:
329-333, Abril '27 

 

 

O POVO FALA  

 

São incontáveis os depoimentos de
populares sobre a cura de centenas de doenças com
auto-hemoterapia nos fóruns de internet. Muitos são sobre
a tuberculose. 

 

TUBERCULOSE 

 

Data: 15/04/2007
19:57:27 

De: Moacir Jorge Oliveira
(simsaude@hotmail.com) 

IP: 201.48.127.16 

Assunto: Re: Auto Hemo - para tuberculose
 

Anna Luiz, continue com as
aplicações voce vai se auxiliar muito com isto, no
entanto não deixe de tomar os medicamentos e as
orientações prescritas pelo seu Tisiologista. Capriche
bastante na alimentação e favoreça ao aumento das
defesas imunitárias com boa alimentação,
ingestão adequada de líquidos, exercícios e
exposição ao sol.  

 

Data: 16/04/2007
11:16:00 

De: Anna Luiz  

IP: 200.163.61.83 

Assunto: Re: Re: Auto Hemo - para tuberculose
 

Bom dia Moacir! Obrigado por responder meu email.
Estou seguindo rigorosamente as instruçoes do meu médico,
nao parei o medicamento, a Auto Hemo estou fazendo por conta propria
nem informei o médico. Meu caso é meio curioso, os
medicos demoraram para detectar o problema. Estava com tosse incistente
e febre o clinico geral que procurei tratou de pneumonia, so melhorou a
febre, procurei um outro medico ele tratou de bronquite, os
medicamentos piorou ainda mais meus sintomas de tosse e passei a ter
batedeira cardiáca, o terceiro medico me disseram ser um dos
melhores pulmonologista me tratou de alergia os remedios dele era o
mesmo que beber agua e so piorava minha tosse, falta de apetite,
indisposiçao fisica, falta de ar, rouquidao na garganta com
chiado nos pulmoes. Sofrendo desses incomodos ha sete meses, procurei
um quarto medico, este foi cauteloso, pediu nova chapa do pulmao exame
de PPD e outros, por incrivel todos deram negativo, so a chapa do
pulmao espressou uma pequena lesao do lado esquerdo que nao dava
certeza de uma tuberculose, só que na dúvida ele achou
melhor tratar da tuberculose, comecei o tratamento em 06/11/06, obtive
uma melhora de 60%, e parece que a melhora estabilizou. Ha 2 meses
fiquei sabendo da Hemo e comecei a fazer as aplicaçoes, estou
aguardano a tao sonhada cura. 

 

Assunto: Re: Indicação de
profissional 

Boa noite Eliciena.  


Sou médico ha 31 anos, faço
hemoterapia há 15 anos, obtendo resultados excelentes.
 

Moacir Jorge Oliveira 


Em http://inforum.insite.com.br/39550/4180625.html

 

 

PROIBIÇÃO DA AUTO-HEMOTERAPIA: UMA
AFRONTA DO GOVERNO FEDERAL/ANVISA  

À CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AO
POVO BRASILEIRO  

 

Verdadeiros GÊNIOS DO MAU, formados pela
direção da Agência Nacional de Vigilância
Sanitária (Anvisa), órgão do Governo Federal, nos
governos Dilma e Lula, e pelos colegiados dos Conselhos Federais de
Medicina (CFM), de Enfermagem (Cofen) e de Farmácia (CFF)
proíbem uso desta técnica tão antiga quanto
eficaz.  

 

Saiba mais: “UMA PROIBIÇÃO
ILEGAL  

(QUEM PROIBIU A AUTO-HEMOTERAPIA?)”,
em http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia-legis.htm

 

Ubervalter Coimbra,  


jornalista

(Brasil).  

 

 


publicado por auto-hemoterapia | Quarta-feira, 01 Agosto , 2012, 21:02
As pessoas acometidas pela hanseníase (*) podem ser tratadas com
auto-hemoterapia. E as que tiverem contatos com os doentes - na
família, no trabalho ou qualquer outra atividade social - evitam a
contaminação com o emprego da técnica. Tanto no caso dos doentes, como
nos seus contatos, a auto-hemoterapia deverá ser associada ao
ascaridil. O médico Jorge Martins Cardoso, assinala em artigo que "...
Segundo afirma o médico Dr. Luiz Moura, 83 anos de idade e 58 anos de
profissão, um dos mais conhecidos defensores da prática da
Auto-Hemoterapia no Brasil, a hanseníase pode ser curada com certa
facilidade com o uso da Auto-Hemoterapia (que estimula fortemente o
sistema imunológico), associada com o cloridrato de levamisol - o
Ascaridil (que atua como modulador imunológico). ...", como se lê em um
de seus artigos, divulgados na internet. O dr. Luiz Moura ensina que a
auto-hemoterapia "...É um recurso terapêutico de baixo custo, simples,
que se resume em retirar sangue de uma veia e aplicar no músculo,
estimulando assim o Sistema Retículo-Endotelial, quadruplicando os
macrófagos em todo organismo. ...", como se vê em
http://www.rnsites.com.br/aht_luiz_moura.pdf Este médico, hoje com 87
anos, em entrevista gravada em DVD em 2004, explica em detalhes como
funciona a auto-hemoterapia, ver em
http://video.google.com/videoplay?docid=-4554320633785209094# "...Bom,
então eles (médicos norte-americanos) resolveram estudar o Cloridrato
de Levamisol e descobriram que ele tinha um enorme potencial de
estímulo imunológico, e ele funcionava em uma série de doenças, em
herpes, funcionava muito bem, herpes simples, herpes zoster e até em
hanseníase ele foi usado com ótimos resultados ...", afirma o do doutor
Luiz Moura. Ver na transcrição do DVD em
http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia-dvd.htm A auto-hemoterapia é
de extrema utilidade também nos pacientes com seqüelas da hanseníase,
muitos dos quais ainda internados nas antigas "colônias". São, em sua
quase totalidade, pessoas com idade avançada, portanto, ainda mais
fragilizadas em suas defesas imunológicas. Detalhe importante:
Verdadeiros GÊNIOS DO MAU - formados pela direção da Agência Nacional
de Vigilância Sanitária (Anvisa) nos governos Dilma Rousseff e Lula da
Silva, e pelos colegiados dos Conselhos Federais de Medicina (CFM), de
Enfermagem (Cofen) e de Farmácia (CFF) - proíbiram em 2007,o uso da
auto-hemoterapia no Brasil, a serviço dos laboratórios farmacêuticos
transnacionais. Antes, sua prática era realizada livremente. A
proibição causou comoção entre milhões de usuários brasileiros, que
lutam pela liberação da técnica no país. Em todo o mundo, a prática da
auto-hemoterapia é livre, embora os laboratórios farmacêuticos
trabalhem para que o uso nestes países seja restrito a pequenos grupos.
O emprego da auto-hemoterapia e ascaridil no tratamento e prevenção da
hanseníase deve ser realizado sem prejuízo do tratamento atual, feito
com a poliquimioterapia. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS),
em 2009 um total de 121 países registraram a doença: 31 da Região
Africana, 25 da Região das Américas, 10 do Sudeste Asiático Região, 22
da Região do Mediterrâneo Oriental e 33 do Pacífico Oeste. O número de
casos novos detectados durante do ano de 2008, conforme relatado por
estes países foi de 249.007. A hanseníase no Brasil ainda é uma
lástima. Reportagem publicada em 26/01/2012 registra que "Cai número de
casos de hanseníase, mas Brasil ainda é o 2º no mundo Em 2011, país
registrou 30.298 novos casos da doença, segundo governo. ...", em
http://g1.globo.com/brasil/noticia/2012/01/cai-numero-de-casos-de-hansen
iase-mas-brasil-ainda-e-o-2-no-mundo.html A reportagem aponta que "...Em
números absolutos, o Brasil é o segundo país que mais registra novos
casos por ano no mundo, atrás apenas da Índia, que tem aproximadamente
150 mil novos casos ao ano....". E que "... Do total de 30.298 casos,
2.192 foram registrados em menores de 15 anos (4,77 por 100 mil
habitantes). O número representa 15,88 novos casos da doença por 100
mil habitantes. ...". E: "... Se tem uma criança com hanseníase com
certeza tem um adulto ali que não foi diagnosticado. Se o índice na
população menor de 15 anos é alto, é sinal de que há muitos casos em
adultos que não estão sendo tratados...". As regiões Norte, Certo-Oeste
e Nordeste são as que apresentam maiores índices de novos casos, onde a
incidência é considerada média. Diz ainda reportagem que outra
estratégia prevista no plano do Ministério da Saúde "...é a vigilância
de contatos. Jarbas Barbosa afirmou que, para cada caso da doença,
outra cinco pessoas com quem o portador tem contato devem ser
examinadas". E que "...O ministério esclarece que todos os casos de
hanseníase têm tratamento e cura. Atualmente, em todo país há 23.660
pessoas em tratamento, que é oferecido gratuitamente pelo SUS e pode
durar 6 meses ou 1 ano. Feito a base de comprimidos orais, o tratamento
também abrange exercícios e orientação da equipe de saúde. De acordo
com Jarbas Barbosa, "quase que imediatamente depois que a pessoa começa
a se tratar, ela já para de transmitir". "Seja para aquela pessoa, seja
para impedir que outras pessoas contraiam a hanseníase, é importante
detectar a doença o mais rapidamente possível", esclareceu o
secretário. A taxa de cura é de 80%, segundo o ministério, número que
poderia ser maior não fosse o abandono do tratamento. "Uma das metas é
também atingir um percentual elevado de cura (90%), porque as pessoas
às vezes melhoram e param de fazer o tratamento", disse. Em texto
oficial
http://www.saude.ce.gov.br/index.php/noticias/45038-consorcio-internacio
nal-discute-pesquisa-em-hanseniase- é explicado que "...A hanseníase é
uma doença infecciosa, contagiosa, causada pelo bacilo de Hansen
(Mycobacterium leprae). Não é hereditária e sua evolução depende de
características do sistema imunológico da pessoa que foi infectada.
...". Então, que a aplicação de auto-hemoterapia ajudaria, em muito, o
controle da hanseníase. Nem tudo são flores no tratamento da doença.
Jorge Martins Cardoso é irônico. Em "...Auto-Hemoterapia, Dr. Fleming e
os antibióticos... Parte LIX - (59)" assinala: "... No artigo de hoje,
estamos dando continuidade à "belíssima" história sobre a trajetória
trágica da "terapêutica" e teratogênica talidomida, mais uma droga
elaborada pela "comunidade científica", contando com o irrestrito apoio
da bilionária indústria farmacêutica, leia-se, as multinacionais que
mandam e desmandam no mercado de medicamentos, a nível mundial. Que
coisa...". Segue o médico, ironizando a proibição: "Ciência e cultura,
a gente se vê por aqui! Então, não custa muito repetir: a luta contra a
debilitante poliomielite (paralisia infantil) continua e a luta a favor
da inofensiva AHT (auto-hemoterapia) também continua.". O médico Jorge
Martins Cardoso esclarece: "... Já na "bíblia" da indústria
farmacêutica, no caso o DEF (Dicionário de Especialidades
Farmacêuticas), em sua edição de 2003/2004, encontramos: ASCARIDIL
(Janssen-Cilag). Cloridrato de levamisol. Ascaridíase. Est. com 1 comp.
de 80 mg (pediátrico) e 150 mg (adulto). E encontramos para a
hanseníase: DAPSONA (Neovita). Hansen. Cx. com 100 comp. de 100 mg.
(6). Curiosamente no DEF 2003/2004 não é mencionada a talidomida. Ainda
no DEF (2003/2004), podem ser encontrados: estimuladores de colônias de
granulócitos e macrófagos, fabricados pelos laboratórios Biosintética,
Cristália, Aventis Pharma, Eurofarma, Roche, Bergamo e Blaüsiegel. (6).
Por conseguinte, já existem no mercado alguns estimulantes de
macrófagos (estimulantes artificiais), e, como era de se esperar, de
propriedade de poderosos grupos farmacêuticos (multinacionais). Tais
produtos são vendidos a preços elevados. ...". O emprego da
auto-hemoterapia nos hansenianos afastaria, de vez, o uso de
"medicamentos" como a talidomida, causadora de deformações nos
descendentes dos usuários. Lembra o médico Jorge Martins Cardoso: "...Em
relação aos imunoestimulantes, a indústria de medicamentos, através do
DEF (Dicionário de Especialidades Farmacêuticas), ao publicar em suas
páginas a existência de estimuladores de colônias de granulócitos e
macrófagos, ratifica as palavras do médico Luiz Moura, quando, logo no
início do DVD ele diz: ´Ocorre esse aumento da produção de macrófagos
pela medula óssea, porque o sangue no músculo funciona como um corpo
estranho a ser rejeitado pelo sistema retículo endotelial. Enquanto
houver sangue no músculo, o sistema retículo endotelial está sendo
ativado. E só termina essa ativação máxima no fim de cinco dias" (3).
..."'. É de Jorge Martins Cardoso ainda a afirmação de que "...A partir
de 1943 a terapia preconizada passou a ser as sulfonas. O uso da
talidomida em determinados casos de hanseníase passou a ser preconizada
a partir de 1965, quando a "comunidade científica" já tinha
conhecimento da sua teratogenicidade. ...". Jorge Martins Cardoso, hoje
um dos maiores estudiosos da auto-hemoterapia no mundo, informa que em
trabalho "magnífico", o Dr. Olívio Martins "... já nos ensinava os
benefícios e a total inofensividade da auto-hemoterapia. O título,
segundo o autor é "O Poder Curativo do Sangue - Menos Remédios e Mais
Ciência" - Dr. Olívio Martins - Gráfica Editora Laemmert S/A - 9ª
edição - 1969 - Rio de Janeiro - GB". ..." Os trechos citados pelo dr.
Jorge Martins Cardoso estão no seu artigo "Auto-Hemoterapia, Dr.
Fleming e os antibióticos... Parte LX - (60)". "Ao invés do uso da
talidomida para o tratamento da hanseníase, curiosamente, no livro do
professor Otto Miller, é mencionado o uso de sulfonas no tratamento da
tuberculose e da lepra: "até 1943, a tuberculose era tratada com as
sulfonas. A partir deste ano, a descoberta da atividade antileprótica
das sulfonas, consagrou o seu uso no tratamento do mal de Hansen". O
livro, indica o médico, é "Farmacologia Clínica e Terapêutica - Otto
Miller e colaboradores - 11ª edição - 1977 - páginas 255 e 204
respectivamente - (693 páginas)." "A dosagem do ascaridil - É o
cloridrato de levamisol. Ele é um modulador imunológico. Ele não é um
estimulante imunológico. Agora, somando o cloridato de levamisol à
auto-hemoterapia funciona muito bem nas doenças auto-imunes. Tomando
dois comprimidos por semana durante 8 semanas, descansa um mês, depois
faz outra vez, como imunomodulador, ele vai ajudar muito numa doença
auto-imune que chama-se artrite reumatóide. E funciona em muitas
outras, até na lepra, mal de Hansen, ele é usado, o cloridrato de
levamisol", lembra o médico Jorge Martins Cardoso. Em "Auto-hemoterapia,
Dr. Fleming e os antibióticos... Parte LXII - 62" diz o doutor Jorge
Martins Cardoso.O médico ensina ainda: "... (1*) - AHT - Abreviatura de
auto-hemoterapia. Quando no início do texto citamos a erradicação da
varíola e a possível erradicação da poliomielite, - duas enfermidades
preveníveis através da prática da imunização, - queremos lembrar aos
leitores que a auto-hemoterapia, é conhecida como a "vacina do sangue",
ou seja é uma "vacina natural", conforme consta no livro do médico
baiano Olívio Martins, "O Poder Curativo do Sangue - Menos Remédios e
Mais Ciência". (2). ...". Se a linha de tratamento da hanseníase usada
tivesse sido pesquisada e amplamente empregada, o número de doentes
seria, certamente, menor em todo o mundo. A retomada do uso da
auto-hemoterapia na cura e na prevenção da hanseníase poderia ser pauta
de discussão do governo federal com organizações como o Movimento de
Reintregração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan) no Brasil.
E com representantes dos doentes e profissionais voltados às práticas
naturais e integrativas com a Organização Mundial de Saúde (OMS)em todo
o mundo. LITERATURA CIENTÍFICA Outros trabalhos científicos confirmam o
emprego da auto-hemoterapia na hanseníase por longo período, além dos
citados pelo dr. Jorge Martins Cardoso. Na "Revista brasileira de
leprologia Sociedade Paulista de Leprologia, Associação Brasileira de
Leprologia - 1939 - Visualização de trechos Temos feito
autohemoterapia, sulfato de cobre e injeções de soro anti-es- ...
books.google.com.br - Mais edições ..." em
http://books.google.com.br/books?id=ju8vAAAAIAAJ&q=autohemoterapia&dq=au
tohemoterapia&hl=pt-BR&ei=ph0mTb68AYLGlQft2LiJAg&sa=X&oi=book_result&ct=
result&resnum=7&ved=0CEAQ6AEwBjhG E, "FMB DA CUNHA -
dspace.c3sl.ufpr.br ... MB - Multibacilar MDT - Multidrogaterapia MgCl -
Cloreto de magnésio mM - Milemolar mM Milmolar ... Esta reação é
desencadeada quando os macrófagos fagocitam o M. leprae, passando a
produzir as citocinas (IL-1, TNF-? e IL-12) que ... Artigos
relacionados - Ver em HTML - Todas as 2 versões Em
http://dspace.c3sl.ufpr.br/dspace/bitstream/1884/2757/1/Hansen%C3%ADase%
20Neural%20Pura%20-%20O%20Valor%20Diagn%C3%B3stico%20da%20Rea%C3%A7%C3%A
3o%20da%20PCR.pdf Leprosy in India 1. British Empire Leprosy Relief
Association ... - 1977 The results have been extremely encouraging. It
is suggested that its adoption as a routine method would benefit the
surgeon, the prosthetist, and the patients alike." 1820 Legrand, A.
Essai de traitement par auto-hemotherapie de la ... books.google.com.br
-
http://books.google.com.br/books?id=aVE2AAAAIAAJ&q=auto-h%C3%A9moth%C3%A
9rapie&dq=auto-h%C3%A9moth%C3%A9rapie&hl=pt-BR&ei=smk2TPywHIL_8AaEnLXxAw
&sa=X&oi=book_result&ct=result&resnum=9&ved=0CEgQ6AEwCDgU Título
L'Autohémothérapie dans la lèpre AutorIsidore-A. Keller Publicado 1930
Num. págs.48 páginas Encontrado em
http://books.google.com.br/books?id=ocmqcQAACAAJ&dq=auto-h%C3%A9moth%C3%
A9rapie&hl=pt-BR&ei=_DMaTfyeIIKs8Aae6KWkDg&sa=X&oi=book_result&ct=result
&resnum=6&ved=0CDYQ6AEwBTgo POLIQUIMIOTERAPIA "Introducação A
poliquimioterapia (PQT), introduzida como tratamento padrão para a
hanseníase em 1981,29 foi responsável pela redução significativa da
carga global dessa enfermidade nas últimas duas décadas. Entretanto,
novos casos continuam a surgir em países endêmicos e a hanseníase ainda
é a principal causa de incapacidade física permanente entre as doenças
infectocontagiosas.ª Dessa forma, há necessidade de prevenção e
vigilância constantes para monitorar e lidar com as recidivas, a
possível resistência aos medicamentos e mesmo o ressurgimento de novos
casos. Há regiões no Brasil em que a detecção de casos novos permanece
aumentando, como Centro-Oeste, Norte e Nordeste...." E, "... ERA
PRÉ-SULFÔNICAConhecida desde os tempos bíblicos, a hanseníase possui
muitos registros em textos de 500 a.C. na Índia, onde ainda é
prevalente, no sudeste asiático, na China e nos países da África. ...
... Em meados do século XVI, a hanseníase foi trazida para o continente
americano pelos imigrantes europeus e, mais tarde, também pelos
escravos africanos.16 O primeiro documento que comprova a presença da
doença no Brasil data de 4 de dezembro de 1697, no qual a Câmara do Rio
de Janeiro pede a Portugal a instalação de um lazareto na Igreja da
Conceição, devido ao grande número de hansenianos na cidade.c...". ...".
Trechos citados do estudo publicado em
http://www.scielosp.org/scielo.php?pid=S0034-89102011000100022&script=sc
i_arttext UM ÍCONE NO TRATAMENTO DA HANSENÍASE Um dos grandes nomes da
hansenologia no mundo foi o professor doutor Abraão Rotberg, do Brasil.
Registro nos Anais Brasileiros de Dermatologia, em 26/03/2007, informa
que o professor faleceu em 01/11/2006. " `O Prof. Dr. Abraão Rotberg,
pai do nome HANSENÍASE, dedicou grande parte de sua vida à luta contra
o preconceito gerado pelo que ele chamava de "rótulo primário" = o
pejorativo "lepra" `.
http://www.hanseniase.fespmg.edu.br/index.php?option=content&task=view&i
d=25&Itemid=68 Apesar da pouca importância que o Governo brasileiro dá
à pesquisa, o Brasil é rico em cientistas que estudam a hanseníase. Um
de maiores centros do país no estudo da doença é o Laboratório de
Hanseníase, da Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ). DISCUSSÕES NA INTERNET
O tratamento da hanseníase é muito discutido na internet. Agora, que
graças a extraordinária e esclarecedora entrevista do dr. Luiz Moura
muitos já conhecem a auto-hemoterapia, o uso da técnica entre os
doentes da hanseníase já começa a ser realizado. Data: 04/07/2008
11:18:20 De: Suleni Rosa Araujo (lpcf@terra.com.br) IP: 201.34.16.64
Assunto: Hanseníase Há um ano mais ou menos descobrir que eu estava com
hanseníase, isso me chocou muito. Convivo com minha família Avó
materna, mãe, irmã, marido e minhas duas filhas. Não sei como foi
adquirido, mas ninguém das pessoas que convive comigo tem esta doença.
Assim que descobri a doença comecei a fazer o tratamento no PS do meu
bairro. Aos tres meses de tratamento, meu medico o interrompeu o pelo
avanco da doença atingindo os nervos, até hoje nao consigo entender
este procedimento. Apos dois meses comecei tudo de novo, e hoje me
encontro com 7 meses de tratamento e as unicas alterações que me
acorreram foram pra uma piora. Sinto muitas dores nas articulações,
nervos, braços, pernas, perca de peso constante, uma incontrolável
alteração de humor e depressão. Sinceramente não vejo nenhuma melhora
com o meu tratamento. E depois de 1 ano de tratamento nunca vi o
resultado do exame constatando que realmente tenho esta doença e nada
de melhora com o tratamento. Muito pelo contrario pioro a cada dia.
Assisti o video do Dr Luiz e me interessei muito pela entrevista, mas
tenho muitas duvidas. Gostaria de saber se existe alguma
contra-indicação no meu caso. Para eu fazer a Auto- hemoterapia, devo
parar com a medicação alopatica que tomo, ou posso associar as duas?
Sei que, se eu pedir orientação ao meu médico, ele de cara será
totalmente contra e ao contrário do que desejo tentará me influenciar
de alguma maneira, podendo ainda colocar tudo a perder. Gostaria que
alguem pudesse me ajudar dando-me mais informações da auto-hemoterapia
na hanseníase. Desde já agradeço. Em
http://inforum.insite.com.br/39550/6914306.html Data: 22/02/2010
14:03:05 De: Magda Rosa IP: 86.181.94.22 Assunto: Re: Hanseníase tem
cura SULENI, MEU DEUS ME PERDOA QUE FALTA DE CONHECIMENTO, NOSSA PQ VC
NAO VAI AO GOOGLE PARA SABER TUDO SOBRE HANSENIASE. SOU PORTADORA DE
HANSENIASE HA MUITOS ANOS, MAIS SO COMECEI O TRATAMENTO A 6 MESES PQ
VIM PARA EUROPA MORO EM LONDRES, QUANDO VC COMECA EM 30 DIAS VC NAO TEM
MAIS A BACTERIA, E EM 2 SEMANAS VC NAO TRANSMITE MAIS A DOENCA, TODAS
AS PESSOAS QUE CONVIVEM COM VC TEM QUE PASSAR PELO MEDICO E FZER O
TESTE POSSIVELMENTE ELAS TAMBEM PRECISE DO TRATAMENTO, E BASTANTE
DIVULGADO NO BRASIL QUE HANSENIASE ANTIGAMENTE SE CHAMAVA LEPRA HOJE
TEM TRATAMENTO. MAIS EU NAO ENTENDENDO PQ VC DIZ NAO SABER SE TEM MESMO
A DOENCA, ANTES DA DOENCA SE MANISFESTAR TEM MUITOS SINTOMAS. EX;
AQUELAS MANCHAS DORMENTE ONDE VC NAO TEM SENSIBILIDADE. ENFIM ACREDITO
TOTALMENTE NOS BENEFICIOS DA AUTO HEMOTERAPIA , MAIS CONTINUE COM SEU
TRATAMENTO DA HANSENIASE QUE VC DEVE SER CURADA POIS EU JA ESTOU QUASE
CURADA, NAO SE FACA DE DESENTENDIDA PQ A HANSENIASE EM ESTADO GRAVE E
MUITO FEIO. BOA SORTE ! MAGDA ROSA
http://inforum.insite.com.br/39550/10474621.html Data: 18/09/2008
15:03:44 De: Maria IP: 200.157.16.210 Assunto: Hanseníase e gravidez
Tenho hanseníase. Já fiz tratamento durante 1 ano, porém repetirei a
dosagem de PQT por mais 1 ano pois ainda estou com bacilo. Descobri que
estou grávida de 2 meses. Há risco do feto nascer com algum problema de
formação ou algo parecido?? Devo procurar um hospital de auto risco
para fazer o pré-natal?? Os medicamentos que tomo (prednisona,
pentoxifilina de 400mg e PQT) podem prejudicar o feto ou fazer com que
eu o perca?? Obrigada. Por favor, respondam o mais rápido possível..
http://inforum.insite.com.br/39550/7365906.html Data: 06/01/2011
02:21:14 De: Dra Vera Regina Palacios IP: 189.82.86.182 Assunto: Re:
Hanseníase e gravidez Não há problema. Se voce descobriu que é
portadora de hanseníase e está grávida, terá mesmo que encarar a
poliquimioterapia para hanseníase. O que se sabe pelos estudos é que às
vezes os recém-natos apresentam baixo peso ao nascerem, mas aina assim
a gravidez não contraindica o tratamento do agravo.
http://inforum.insite.com.br/39550/11451541.html Estou na segunda
aplicação, após ter assistido o vídeo do dr Luis na íntegra e já
percebo que a dormença que tinha em minha mão, devida à sequela de uma
hanseníase que tive em 2005, melhorou 80 %, creio que vá desaparecer em
mais alguns dias. Na época, tomei medicamento por um ano e foi me
avizado que esta dormença me acompanharia pelo resto da vida ... Hoje,
02/04/2010, estou satisfeito com o resultado e sinto melhora em meu
organismo como um todo, vou continuar e ainda mais pela facilidade que
eu tenho, pois eu mesmo tiro o sangue e me aplico com a maior
facilidade ... diones miranda 42 anos - MT
http://amigosdacura.ning.com/forum/topics/hanseniase-e-autohemoterapia
Saiba mais: "UMA PROIBIÇÃO ILEGAL (QUEM PROIBIU A AUTO-HEMOTERAPIA?)",
em http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia-legis.htm * Hanseníase -
por séculos a doença foi chamada de "lepra", considerado pejorativo e
anti-educativo. Ubervalter Coimbra, jornalista (Brasil).

mais sobre mim
Agosto 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

20
21
22
23
24
25

26
28
31


pesquisar neste blog
 
Visitantes
blogs SAPO
subscrever feeds