É uma técnica simples. Mediante a retirada de sangue da veia E SUA IMEDIATA APLICAÇÃO NO MÚSCULO, AUMENTA EM QUATRO VEZES O NÚMERO DE MACRÓFAGOS NO ORGANISMO. São os macrófagos QUE FAZEM A LIMPEZA DE TUDO, eliminando bactérias, vírus e câncer.
publicado por auto-hemoterapia | Segunda-feira, 23 Dezembro , 2013, 22:46
Congresso Clínico Veterinário de 2013 comprova eficácia da auto-hemoterapia Auto-hemoterapia foi tema de três trabalhos científicos apresentados no 34º Congresso Brasileiro da ANCLIVEPA - Associação Nacional de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais, realizado em Natal - RN, em maio de 2013. Segundo as conclusões dos trabalhos, "sugere-se que a redução no número de aplicações (de produtos químicos) foi devido ao uso concomitante da auto-hemoterapia, o que concorda com pesquisas atuais evolvendo este tema". Da mesma forma que foi concluído que "A associação da quimioterapia com a auto-hemoterapia é uma modalidade terapêutica eficaz e benéfica no tratamento desse tipo de neoplasia (caso relatado abaixo), seja ela genital ou em outros órgãos." Dois casos de tratamento com sucesso de animais através do uso dessa técnica foram relatados com o título de "Tumor venéreo transmissível canino com localização entragenital". Os dois casos foram tratados com quimioterapia a base de sulfato de vincristina e auto-hemoterapia simultaneamente, em aplicações semanais, havendo remissão total dos sintomas. Um dos casos era de localização anal e outro de localização supra-ocular esquerda e prepucial. O trabalho relata como casos de TVT extragenital, ocorridos em caninos atendidos, diagnosticados e tratados no Hospital Veterinário da Universidade Federal do Piauí (HVU-UFPI). Câncer O tumor venéreo transmissível (TVT) é uma neoplasia (câncer) de células redondas, ocorrendo principalmente da mucosa da genitália externa de cães, em ambos os sexos. Eventualmente, há a ocorrência de TVT extragenital, acometendo outros órgãos ou regiões, seja de forma primária ou metastática. O trabalho foi conduzido por Karoline Gonçalves Moraes¹*, Rallyson Ramon Fernando Barbosa Lopes¹, Aíla Alves Rocha Vieira¹, Pollyana Barros Ibiapina¹ e Nhirneyla Marques Rodrigues². Segundo o relato, "Os dois caninos foram tratados com sulfato de vincristina (0,025 mg/kg, via intravenosa) e auto-hemoterapia (10 mL, via intramuscular - IM), a cada 7 dias, que totalizou seis e quatro aplicações nos casos 1 e 2, respectivamente. Observou-se rápida resposta terapêutica, havendo notável regressão a partir da segunda semana de tratamento nos dois animais. Houve regressão total das lesões, inclusive da lesão oral (caso 2). Até o presente momento nenhum dos pacientes retornou ao atendimento em decorrência de recidivas." Pesquisas Explica que "O tratamento mostrou-se eficaz, como a utilização de sulfato de vincristina, conforme já preconizado pela literatura (Rodaski & De Nardi, 2006).", acrescentando que "No entanto, o número de aplicações foi menor do que se encontrou em outros trabalhos, sugere-se que a redução no número de aplicações foi devido ao uso concomitante da auto-hemoterapia, o que concorda com pesquisas atuais evolvendo este tema (Drumond, 2009)." Outro caso relatado diz que "Foi atendida uma cadela, sem raça definida, cinco anos, com nodulações próximas às glândulas mamárias, região dorsal e genitália externa. O diagnóstico foi tumor venéreo transmissível, genital e extra-genital (pele). O tratamento foi realizado com vincristina associado à auto-hemoterapia. Houve regressão completa do tumor.". O estudo foi realizado por Nhirneyla Marques Rodrigues1*; Pollyana Barros Ibiapina2; Fabiane Leite Da Silva3; Dayseanny De Oliveira Bezerra1; Mayara Camuri Texeira Lopes4; e Ana Maria Quessada5. Resultados Logo na introdução, os pesquisadores afirmam que "A auto-hemoterapia tem sido utilizada como terapia auxiliar no tratamento do TVT e é utilizada com modulador imunológico (Sousa, 2009) e tem apresentado resultados positivos (Drumond, 2009).". Mostra que "O tratamento foi instituído com vincristina em aplicações semanais, concomitantemente à auto-hemoterapia (10 mL por via intramuscular). Após 5 semanas, houve regressão completa do tumor.". São citados dois trabalhos científicos da área. Um de Drumond, K. O. 2009. Autohemoterapia, vincristina e associação dos dois tratamentos no tumor venéreo transmissível canino. Dissertação (mestrado) - Ciência Animal - Universidade Federal do Piauí. 70 p. Disponivel em: http://www.ufpi.br/subsiteFiles/ciencianimal/arquivos/files/DM_KOD.pdf . O outro é Sousa, F.B. 2009. Auto-hemoterapia como terapia auxiliar no tumor venéreo transmissível. Monografia (especialização em clínica médica e cirúrgica em pequenos animais) - Universidade Federal de Goiânea, 27p. Disponível em: http://www.rnsites.com.br/Auto-Hemoterapia-cadela.pdf . Cura O trabalho registra que "Devido ao uso generalizado da vincristina, o numero de aplicações necessárias para regressão completa do TVT está aumentando (Andrade, 2008).", para anunciar que "Desta maneira, a auto-hemoterapia foi realizada com o objetivo de diminuir o número de aplicações da vincristina (Drumond, 2009), o que foi observado, pois foram necessárias cinco aplicações do quimioterápico para regressão total do tumor." A título de conclusão, foi informado que "O presente relato demonstra que a associação da quimioterapia com a auto-hemoterapia é uma modalidade terapêutica eficaz e benéfica no tratamento desse tipo de neoplasia, seja ela genital ou em outros órgãos." Por Walter Medeiros, enviado por e-mail.

mais sobre mim
Dezembro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
14

15
17
18
20
21

22
24
25
28

29
31


pesquisar neste blog
 
Visitantes
blogs SAPO