É uma técnica simples. Mediante a retirada de sangue da veia E SUA IMEDIATA APLICAÇÃO NO MÚSCULO, AUMENTA EM QUATRO VEZES O NÚMERO DE MACRÓFAGOS NO ORGANISMO. São os macrófagos QUE FAZEM A LIMPEZA DE TUDO, eliminando bactérias, vírus e câncer.
publicado por auto-hemoterapia | Segunda-feira, 06 Junho , 2016, 17:40
Uma análise de 60 Pacientes Portadores de Cefaleia Pos-Raquianestesia realizada em 1996 pelos estudiosos da Medicina Gustavo Cavalcanti Pedrosa, Jose Luiz Jardim, Marcio Antonio Palmeira e publicada na Revista Brasileira de Anestesiologia constatou que a auto-hemoterapia na forma de Tampãoo Sanguíneo Peridural foi eficaz em 100% dos casos e proporcionou a Alta Hospitalar precoce. 
 
O trabalho explica que “A cefaleia pós-punção da duramáter é a mais freqüente complicação neurológica da raquianestesia, sendo altamente incapacitante em alguns casos. O objetivo do estudo foi mostrar a possibilidade de conceder alta hospitalar precoce sem interferir na completa reabilitação e reintegração do indivíduo à sociedade ao se utilizar um tampão peridural com sangue autólogo, no tratamento da cefaléia pós-raquianestesia. 
 
METODO 
 
Fizeram parte do estudo sessenta pacientes, estado físico ASA I, com idades entre 18 e 42 anos, que apresentavam cefaléia pósraquianestesia. Foi feito o tampão sangüíneo com 10 ml de sangue autólogo, no espaço peridural imediatamente superior ao espaço da punção anterior. Após a injeção as pacientes foram instruídas para ficarem deitadas em decúbito dorsal sem travesseiro pelo período de quatro horas. 
 
A avaliação da cefaleia foi realizada 4, 6, 12 e 18 h após a injeção, colocando-se a paciente em posição ortostática. Havendo remissão completa do quadro clínico, as pacientes recebiam alta hospitalar, orientadas para retornarem imediatamente, caso houvesse reaparecimento dos sintomas. O controle geral foi feito uma semana após a realização do tampão sangüíneo. As complicações decorrentes da técnica foram anotadas. 
 
RESULTADOS 
 
Em cinquenta e nove das sessenta pacientes (98,3%) ocorreu alívio total dos sintomas já no primeiro momento das observações (4 h). Uma paciente não teve alívio dos sintomas após 18 h. Neste caso o tampão sangüíneo foi novamente realizado 24 horas após, havendo remissão dos sintomas. Em sete casos ocorreu dor lombar moderada e houve um caso de hipertermia. 
 
Com estes resultados, foi concluído que “O sucesso com a técnica do tampão sangüíneo peridural para a alta hospitalar precoce foi evidente. O alívio dos sintomas, já nas primeiras quatro horas, permitiu que a maioria das pacientes deixassem o hospital antes de 24 horas após a instituição da terapêutica”. 
 
ANESTESISTAS PROTESTAM E CFM VOLTA ATRÁS 
 
Em 2007 os anestesistas contestaram o Parecer do CFM sobre auto-hemoterapia e o órgão foi obrigado a admitir que a técnica é eficaz, autorizando o seu uso nesses casos. Matéria da época mostra o ocorrido: http://www.rnsites.com.br/auto-hemoterapia-tsp.htm</ div>
 
Sexta-feira, 3 de junho de 2016 
Por ‎Walter Medeiros, jornalista, ‎ para Auto-hemoterapia - Meu sangue me cura 
 

 


mais sobre mim
Junho 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
17
18

19
21
24
25

26
28
29
30


pesquisar neste blog
 
Visitantes
blogs SAPO