É uma técnica simples. Mediante a retirada de sangue da veia E SUA IMEDIATA APLICAÇÃO NO MÚSCULO, AUMENTA EM QUATRO VEZES O NÚMERO DE MACRÓFAGOS NO ORGANISMO. São os macrófagos QUE FAZEM A LIMPEZA DE TUDO, eliminando bactérias, vírus e câncer.
publicado por auto-hemoterapia | Sexta-feira, 05 Fevereiro , 2016, 17:20

A LIBERDADE... (...). "MICROCEFALIA: RUBÉOLA, Zika vírus ou outras causas?" - MACRÓFAGOS e Micróbios confirmam: No livro do Dr. RICARDO VERONESI não existe o Zika vírus.".

AUTO-HEMOTERAPIA, Dr. Fleming e os antibióticos...

Artigo Extra.

MICROCEFALIA: RUBÉOLA, Zika vírus ou outras causas?

ZIKA VÍRUS: O que nos ensinam alguns LIVROS de MEDICINA. (6ª parte).

Os “Caçadores de Micróbios” fizeram um acordo científico com os “Caçadores de MACRÓFAGOS” para localizarem o Zika vírus no livro do Dr. Ricardo Veronesi. O acordo tem um formato anatômico, fisiológico, microscópico e morfológico bilateral... O acordo foi assinado primeiro pelos “MACRÓFAGOS”, depois pelos “Micróbios” e finalmente pelos “Caçadores”, estes últimos, para garantir a paz entre “MACRÓFAGOS” e “Micróbios”.
     
Aí começou o carnaval, abrindo o desfile das escolas de samba os “Caçadores de MOSQUITOS”. A segunda escola de samba a desfilar foi os “Caçadores de Pernilongos”.  Bacana... Não assisti o resto do desfile. Uma pena...
     
A Febre amarela, o (a) Dengue, o (a) Chikungunya e o (a) Zika são patologias diferentes. Mas são parentes, porquanto, os quatro Dinossauros pertencem ao grupo dos ARBOVÍRUS. O agente secreto nesta história de ficção científica (hollywoodiana) é o elegante Aedes aegypti. É uma espécie de James Bond da MICROCILOGIA médica antiga e atual.

Só que o diretor artístico da “mídia”, usando a razão (eu acho que ele tem razão), transformou o heroico Aedes aegypti num tremendo vilão. A vida é assim mesmo. A vida tem dessas coisas. E o carnaval continua!
     
Finalmente os MACRÓFAGOS e os Micróbios encontraram os ARBOVÍRUS no capítulo 21 do livro do professor RICARDO VERONES, aquele mesmo cientista, que defendia a IMUNOTERAPIA e que foi destroçado pelos pareceristas do Conselho Federal de Medicina (CFM), em 2007.

Acontece que Dr. RICARDO VERONESI faleceu em 2004. Sendo assim, não poderia mais defender os seus pontos de vista científicos. Não foi um Ato Médico. Foi um Ato de Covardia por parte dos Médicos do CFM.
     
Com já foi dito anteriormente, o capítulo 21 vai da página 210 até a página 216 no Livro de Doenças Infecciosas e Parasitárias, publicado em 1972, por Dr. RICARDO VERONESI e seus 66 colaboradores.
     
MACRÓFAGOS e Micróbios começaram a ler o robusto livro usando telescópios modernos, importados do Haiti, quando, estamos cansados de saber, que o Haiti é aqui.

A própria Organização Mundial da Saúde (OMS), já tem conhecimento deste fenômeno citológico e climático-econômico.
     
Os MACRÓFAGOS e os Micróbios passaram uma semana inteira estudando o capítulo 21, sob os olhares atentos dos donos e acionistas das principais INDÚSTRIAS FARMACÊUTICAS do Planeta TERRA.
     
Os donos das MULTINACIONAIS comentavam entre si: Enquanto eles estudam vamos vender REPELENTES, como se vende água. Um dos BANQUEIROS presente disse: Faz uma promoção e coloca no Kit profilático, protetores solares. Vocês sabem – as pessoas bronzeadas são mais resistentes aos MOSQUITOS! Dito e feito.

E o lucro aumentou estratosfericamente. E, o que é mais importante, a inflação baixou, os juros mantiveram-se estáveis e o desemprego desapareceu, para a alegria geral da Pátria Educadora. É carnaval no País tropical! PA-TRO-PI! PI de picado ou de picada.
     
No primeiro dia (um domingo) os MACRÓFAGOS leram a página 210. No segundo dia (uma segunda-feira) os Micróbios leram a página 211. No terceiro dia (uma terça-feira) os MACRÓFAGOS leram a página 212. No quarto dia (uma quarta-feira) os Micróbios leram a página 213. No quinto dia (uma quinta-feira) os MACRÓFAGOS leram a página 214. No sexto dia (uma sexta-feira) os Micróbios leram a página 215 e no sétimo dia (um sábado) os MACRÓFAGOS leram a página 216.

Assim foi concluída a leitura bilateral – MACRÓFAGOS-Micróbios...
     
Um grupo numeroso (estes vendem antibióticos) de INDUSTRIAIS FARMACÊUTICOS dirigiu-se aos Micróbios e perguntaram: e aí, qual foi o resultado? Os Micróbios responderam – Amanhã é domingo de carnaval. Só depois do carnaval!
     
Um segundo grupo bem menor (estes vendem vitaminas falsificadas) de INDUSTRIAIS FARMACÊUTICOS dirigiu-se aos MACRÓFAGOS e perguntaram: e aí, qual foi o resultado? Os MACRÓFAGOS estavam mudos e continuaram mudos...
     
Um representante da BOLSA de VALORES falou num megafone: Vendam mais REPELENTES e mais antibióticos! Dito e feito. O dólar subiu e o real caiu... (...) Caiu no samba carnavalesco!
     
O que os leitores não sabem até agora, é que, na verdade, secretamente, foram formados dois grupos de estudos.

O 1º Grupo ou Grupo A, formado de 100 milhões de MACRÓFAGOS e de 300 milhões de Micróbios, estavam pesquisando o Zika vírus. O 2º Grupo ou Grupo B, formado de 10 MACRÓFAGOS e de 30 Micróbios, estavam pesquisando os MACRÓFAGOS. “Que diferença hein”?
     
Após o carnaval, (na quinta-feira próxima), os MACRÓFAGOS e os Micróbios do 1º Grupo apresentaram suas conclusões, assim, bem explicadas: (estamos nos referindo ao Livro de Doenças Infecciosas e Parasitárias do Dr. Ricardo Veronesi, que foi publicado em 1972).
     
1ª conclusão – O CHIKUNGUNYA vírus faz parte do Grupo A dos ARBOVÍRUS, conforme consta na página 211 do livro.
     
2ª conclusão – O vírus do (a) Dengue faz parte do Grupo B dos ARBOVÍRUS, conforme consta na página 211 do livro.
     
3ª conclusão – O vírus da Febre Amarela faz parte do Grupo B dos ARBOVÍRUS, conforme consta na página 211 do livro.
     
4ª conclusão – O ZIKA vírus não consta da página 211 do livro, nem em parte alguma do livro.
     
Também após o carnaval, (na sexta-feira próxima), os MACRÓFAGOS e os Micróbios do 2º Grupo apresentaram suas conclusões, assim, bem explicadas:
     
1ª conclusão – (...) Não está bem esclarecido o mecanismo da IMUNIDADE gerada pela infecção decorrentes dos plasmódios, embora se conheçam alguns dos seus fatores, como o aumento considerável de uma imunoglobulina, a produção de anticorpos específicos que sensibilizam e aumentam a atividade FAGOCITÁRIA dos MACRÓFAGOS e a ação citotóxica dos LINFÓCITOS. O SISTEMA RETÍCULO ENDOTELIAL (S.R.E.), além de sua ação INESPECÍFICA contra todo corpo estranho, participa também ativamente da produção de anticorpos. (...)

1ª observação dos MACRÓFAGOS – Tal descrição pode ser encontrada na página 671, no Capítulo 64, quando estudamos MALÁRIA.
     
2ª observação dos MACRÓFAGOS – O Capítulo que fala dos nossos irmãos MACRÓFAGOS foi escrito por Carlos Alberto Alvarado, Ex-Diretor da Campanha contra a Malária da Organização Mundial da Saúde.
     
3ª observação dos MACRÓFAGOS – Observe com muita atenção que o Dr. Carlos Alberto Alvarado, fala muito bem dos nossos parentes, no caso, do SISTEMA RETÍCULO ENDOTELIAL (S.R.E.).

Observações do escriba:
 
1ª – Apesar do 1º Grupo ou Grupo A, contar com 100 milhões de MACRÓFAGOS e com 300 milhões de Micróbios, eles não foram capazes de localizar um único Zika Vírus.
      
2ª observação – Já o 2º Grupo ou Grupo B, apesar de contarem com apenas 10 MACRÓFAGOS e 30 Micróbios, eles foram capazes de localizar os MCRÓFAGOS e o SISTEMA RETÍCULO ENDOTELIAL (S.R.E.).
     
3ª – Os dois relatórios conclusivos (do Grupo A e do Grupo B), foram enviados à Organização Mundial da Saúde. Dizem que os homens da OMS engavetaram o relatório.
     
4ª – O Presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM) elaborou uma nota de repúdio contra Dr. Ricardo Veronesi, afirmando que ele era um charlatão, que o livro dele era uma porcaria, que ele não sabia pesquisar vírus, e que MACRÓFAGOS não existiam. Mas, ratificava que os Micróbios existiam.
     
5ª – Também a Indústria Farmacêutica Nacional e principalmente a Indústria Farmacêutica Multinacional se manifestou, dizendo que apenas os Micróbios existem daí a importância da penicilina. As multinacionais concederam um título de Dr. Honoris Causa ao Presidente do CFM, por defender tão nobre causa.
     
6ª – Os Industriais ordenaram que fosse aumentada a produção de REPELENTES. Ao mesmo tempo fez com que o governo brasileiro incluísse os REPELENTES no programa BOLSA-FAMÍLIA. Afinal, alegaram: “O surto de MICROCEFALIA começou pelo Nordeste”. E acrescentaram: “Nada mais justo começar a distribuição de REPELENTES pelo nordeste brasileiro”.

7ª – Os Industriais Farmacêuticos aproveitaram a oportunidade para anunciar o início da produção de MACONHA TRANSGÊNICA.

8ª – Nesta estória toda, o famoso herói James Bond (que fumava cigarros convencionais) continua agindo secretamente. Por outro lado, o verdadeiro vilão, no caso o Aedes aegypti, continua agindo abertamente e descaradamente.

A luta contra a debilitante POLIOMIELITE (paralisia infantil) continua, e, a luta a favor da inofensiva AUTO-HEMOTERAPIA (AHT), também continua.

Se DEUS nos permitir voltaremos outro dia. Aproveitem o carnaval, bebam com moderação, fumem cigarros à vontade, boa leitura e bom dia.

Aracaju, capital de Sergipe (“O futuro PAÍS da BOMBA ATÔMICA”), quinta-feira, 04 de fevereiro de 2016.

Jorge Martins Cardoso – Médico – CREMESE -573.

Fontes: (1) – Livro de Doenças Infecciosas e Parasitárias de 1972 – Dr. Ricardo Veronesi – Capítulo 21, páginas 210, 211, 212, 213, 214, 215 e 216. – Capítulo 64, página 671. (2) – Sindicato das Escolas de Samba do Nordeste. (3) – Assessor especial do “Futuro PAÍS da BOMBA ATÔMICA”. (4) – Sindicato Nordestino do Aedes aegypti. (5) - (OMS) – (6) – Fontes Carnavalescas. (7) – Fontes Cósmicas. (8) – Outras fontes.

Enviado por Jorge Martins (*) em 04/02/2016

Publicado em http://www.recantodasletras.com.br/artigos/5533667 

A LIBERDADE... (...). "MICROCEFALIA: RUBÉOLA, Zika vírus ou outras causas?" - MACRÓFAGOS e Micróbios confirmam: No livro do Dr. RICARDO VERONESI não existe o Zika vírus.".


AUTO-HEMOTERAPIA, Dr. Fleming e os antibióticos...

Artigo Extra.

MICROCEFALIA: RUBÉOLA, Zika vírus ou outras causas?

ZIKA VÍRUS: O que nos ensinam alguns LIVROS de MEDICINA. (6ª parte).

Os “Caçadores de Micróbios” fizeram um acordo científico com os “Caçadores de MACRÓFAGOS” para localizarem o Zika vírus no livro do Dr. Ricardo Veronesi. O acordo tem um formato anatômico, fisiológico, microscópico e morfológico bilateral... O acordo foi assinado primeiro pelos “MACRÓFAGOS”, depois pelos “Micróbios” e finalmente pelos “Caçadores”, estes últimos, para garantir a paz entre “MACRÓFAGOS” e “Micróbios”.
     
Aí começou o carnaval, abrindo o desfile das escolas de samba os “Caçadores de MOSQUITOS”. A segunda escola de samba a desfilar foi os “Caçadores de Pernilongos”.  Bacana... Não assisti o resto do desfile. Uma pena...
     
A Febre amarela, o (a) Dengue, o (a) Chikungunya e o (a) Zika são patologias diferentes. Mas são parentes, porquanto, os quatro Dinossauros pertencem ao grupo dos ARBOVÍRUS. O agente secreto nesta história de ficção científica (hollywoodiana) é o elegante Aedes aegypti. É uma espécie de James Bond da MICROCILOGIA médica antiga e atual.

Só que o diretor artístico da “mídia”, usando a razão (eu acho que ele tem razão), transformou o heroico Aedes aegypti num tremendo vilão. A vida é assim mesmo. A vida tem dessas coisas. E o carnaval continua!
     
Finalmente os MACRÓFAGOS e os Micróbios encontraram os ARBOVÍRUS no capítulo 21 do livro do professor RICARDO VERONES, aquele mesmo cientista, que defendia a IMUNOTERAPIA e que foi destroçado pelos pareceristas do Conselho Federal de Medicina (CFM), em 2007.

Acontece que Dr. RICARDO VERONESI faleceu em 2004. Sendo assim, não poderia mais defender os seus pontos de vista científicos. Não foi um Ato Médico. Foi um Ato de Covardia por parte dos Médicos do CFM.
     
Com já foi dito anteriormente, o capítulo 21 vai da página 210 até a página 216 no Livro de Doenças Infecciosas e Parasitárias, publicado em 1972, por Dr. RICARDO VERONESI e seus 66 colaboradores.
     
MACRÓFAGOS e Micróbios começaram a ler o robusto livro usando telescópios modernos, importados do Haiti, quando, estamos cansados de saber, que o Haiti é aqui.

A própria Organização Mundial da Saúde (OMS), já tem conhecimento deste fenômeno citológico e climático-econômico.
     
Os MACRÓFAGOS e os Micróbios passaram uma semana inteira estudando o capítulo 21, sob os olhares atentos dos donos e acionistas das principais INDÚSTRIAS FARMACÊUTICAS do Planeta TERRA.
     
Os donos das MULTINACIONAIS comentavam entre si: Enquanto eles estudam vamos vender REPELENTES, como se vende água. Um dos BANQUEIROS presente disse: Faz uma promoção e coloca no Kit profilático, protetores solares. Vocês sabem – as pessoas bronzeadas são mais resistentes aos MOSQUITOS! Dito e feito.

E o lucro aumentou estratosfericamente. E, o que é mais importante, a inflação baixou, os juros mantiveram-se estáveis e o desemprego desapareceu, para a alegria geral da Pátria Educadora. É carnaval no País tropical! PA-TRO-PI! PI de picado ou de picada.
     
No primeiro dia (um domingo) os MACRÓFAGOS leram a página 210. No segundo dia (uma segunda-feira) os Micróbios leram a página 211. No terceiro dia (uma terça-feira) os MACRÓFAGOS leram a página 212. No quarto dia (uma quarta-feira) os Micróbios leram a página 213. No quinto dia (uma quinta-feira) os MACRÓFAGOS leram a página 214. No sexto dia (uma sexta-feira) os Micróbios leram a página 215 e no sétimo dia (um sábado) os MACRÓFAGOS leram a página 216.

Assim foi concluída a leitura bilateral – MACRÓFAGOS-Micróbios...
     
Um grupo numeroso (estes vendem antibióticos) de INDUSTRIAIS FARMACÊUTICOS dirigiu-se aos Micróbios e perguntaram: e aí, qual foi o resultado? Os Micróbios responderam – Amanhã é domingo de carnaval. Só depois do carnaval!
     
Um segundo grupo bem menor (estes vendem vitaminas falsificadas) de INDUSTRIAIS FARMACÊUTICOS dirigiu-se aos MACRÓFAGOS e perguntaram: e aí, qual foi o resultado? Os MACRÓFAGOS estavam mudos e continuaram mudos...
     
Um representante da BOLSA de VALORES falou num megafone: Vendam mais REPELENTES e mais antibióticos! Dito e feito. O dólar subiu e o real caiu... (...) Caiu no samba carnavalesco!
     
O que os leitores não sabem até agora, é que, na verdade, secretamente, foram formados dois grupos de estudos.

O 1º Grupo ou Grupo A, formado de 100 milhões de MACRÓFAGOS e de 300 milhões de Micróbios, estavam pesquisando o Zika vírus. O 2º Grupo ou Grupo B, formado de 10 MACRÓFAGOS e de 30 Micróbios, estavam pesquisando os MACRÓFAGOS. “Que diferença hein”?
     
Após o carnaval, (na quinta-feira próxima), os MACRÓFAGOS e os Micróbios do 1º Grupo apresentaram suas conclusões, assim, bem explicadas: (estamos nos referindo ao Livro de Doenças Infecciosas e Parasitárias do Dr. Ricardo Veronesi, que foi publicado em 1972).
     
1ª conclusão – O CHIKUNGUNYA vírus faz parte do Grupo A dos ARBOVÍRUS, conforme consta na página 211 do livro.
     
2ª conclusão – O vírus do (a) Dengue faz parte do Grupo B dos ARBOVÍRUS, conforme consta na página 211 do livro.
     
3ª conclusão – O vírus da Febre Amarela faz parte do Grupo B dos ARBOVÍRUS, conforme consta na página 211 do livro.
     
4ª conclusão – O ZIKA vírus não consta da página 211 do livro, nem em parte alguma do livro.
     
Também após o carnaval, (na sexta-feira próxima), os MACRÓFAGOS e os Micróbios do 2º Grupo apresentaram suas conclusões, assim, bem explicadas:
     
1ª conclusão – (...) Não está bem esclarecido o mecanismo da IMUNIDADE gerada pela infecção decorrentes dos plasmódios, embora se conheçam alguns dos seus fatores, como o aumento considerável de uma imunoglobulina, a produção de anticorpos específicos que sensibilizam e aumentam a atividade FAGOCITÁRIA dos MACRÓFAGOS e a ação citotóxica dos LINFÓCITOS. O SISTEMA RETÍCULO ENDOTELIAL (S.R.E.), além de sua ação INESPECÍFICA contra todo corpo estranho, participa também ativamente da produção de anticorpos. (...)

1ª observação dos MACRÓFAGOS – Tal descrição pode ser encontrada na página 671, no Capítulo 64, quando estudamos MALÁRIA.
     
2ª observação dos MACRÓFAGOS – O Capítulo que fala dos nossos irmãos MACRÓFAGOS foi escrito por Carlos Alberto Alvarado, Ex-Diretor da Campanha contra a Malária da Organização Mundial da Saúde.
     
3ª observação dos MACRÓFAGOS – Observe com muita atenção que o Dr. Carlos Alberto Alvarado, fala muito bem dos nossos parentes, no caso, do SISTEMA RETÍCULO ENDOTELIAL (S.R.E.).

Observações do escriba:
 
1ª – Apesar do 1º Grupo ou Grupo A, contar com 100 milhões de MACRÓFAGOS e com 300 milhões de Micróbios, eles não foram capazes de localizar um único Zika Vírus.
      
2ª observação – Já o 2º Grupo ou Grupo B, apesar de contarem com apenas 10 MACRÓFAGOS e 30 Micróbios, eles foram capazes de localizar os MCRÓFAGOS e o SISTEMA RETÍCULO ENDOTELIAL (S.R.E.).
     
3ª – Os dois relatórios conclusivos (do Grupo A e do Grupo B), foram enviados à Organização Mundial da Saúde. Dizem que os homens da OMS engavetaram o relatório.
     
4ª – O Presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM) elaborou uma nota de repúdio contra Dr. Ricardo Veronesi, afirmando que ele era um charlatão, que o livro dele era uma porcaria, que ele não sabia pesquisar vírus, e que MACRÓFAGOS não existiam. Mas, ratificava que os Micróbios existiam.
     
5ª – Também a Indústria Farmacêutica Nacional e principalmente a Indústria Farmacêutica Multinacional se manifestou, dizendo que apenas os Micróbios existem daí a importância da penicilina. As multinacionais concederam um título de Dr. Honoris Causa ao Presidente do CFM, por defender tão nobre causa.
     
6ª – Os Industriais ordenaram que fosse aumentada a produção de REPELENTES. Ao mesmo tempo fez com que o governo brasileiro incluísse os REPELENTES no programa BOLSA-FAMÍLIA. Afinal, alegaram: “O surto de MICROCEFALIA começou pelo Nordeste”. E acrescentaram: “Nada mais justo começar a distribuição de REPELENTES pelo nordeste brasileiro”.

7ª – Os Industriais Farmacêuticos aproveitaram a oportunidade para anunciar o início da produção de MACONHA TRANSGÊNICA.

8ª – Nesta estória toda, o famoso herói James Bond (que fumava cigarros convencionais) continua agindo secretamente. Por outro lado, o verdadeiro vilão, no caso o Aedes aegypti, continua agindo abertamente e descaradamente.

A luta contra a debilitante POLIOMIELITE (paralisia infantil) continua, e, a luta a favor da inofensiva AUTO-HEMOTERAPIA (AHT), também continua.

Se DEUS nos permitir voltaremos outro dia. Aproveitem o carnaval, bebam com moderação, fumem cigarros à vontade, boa leitura e bom dia.

Aracaju, capital de Sergipe (“O futuro PAÍS da BOMBA ATÔMICA”), quinta-feira, 04 de fevereiro de 2016.

Jorge Martins Cardoso – Médico – CREMESE -573.

Fontes: (1) – Livro de Doenças Infecciosas e Parasitárias de 1972 – Dr. Ricardo Veronesi – Capítulo 21, páginas 210, 211, 212, 213, 214, 215 e 216. – Capítulo 64, página 671. (2) – Sindicato das Escolas de Samba do Nordeste. (3) – Assessor especial do “Futuro PAÍS da BOMBA ATÔMICA”. (4) – Sindicato Nordestino do Aedes aegypti. (5) - (OMS) – (6) – Fontes Carnavalescas. (7) – Fontes Cósmicas. (8) – Outras fontes.

Enviado por jorge martins em 04/02/2016

Publicado em 

 

http://www.recantodasletras.com.br/artigos/5 533667 

 

 


mais sobre mim
Fevereiro 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12
13

14
16
20

21
24
27

28


pesquisar neste blog
 
Visitantes
blogs SAPO